terça-feira, 23 julho 2024

Advogada acusada de ser “pombo-correio” de facção atua na Anac e diretora garante: “permanece no cargo”

A advogada Glenda Fernanda Santos Menezes, presa no último sábado, 30, suspeita de fazer o trabalho de “pombo-correio” para uma facção criminosa, é servidora da Agência de Negócios do Acre (ANAC) e trabalha no jurídico da instituição.

A informação foi confirmada pela diretora-presidente da ANAC, Waleska Bezerra. Conforme a gestora, Glenda foi selecionada no início do ano por análise de currículo e trabalha no setor jurídico.

“A advogada é servidora da Anac e não tem indicação política. Quando eu entrei na Anac, ela foi selecionada pelo currículo e hoje é uma das advogadas do setor administrativo na Anac”, disse Waleska.

A presidente disse ainda que a Anac vai aguardar a conclusão do inquérito, mas que Glenda permanece no cargo, já que as acusações não se referem à Agência de Negócios no Acre e que a conduta da advogada no setor é exemplar.

“É uma excelente profissional que faz parte do corpo técnico da Anac. O que posso dizer é que a servidora cumpre com a sua carga horária diária, temos os pontos, inclusive, e ela desempenha as suas funções até hoje de forme honesta e competente. Não há nenhuma denúncia em relação à profissional na nossa Agência”, afirma Waleska.

Notícias relacionadas :

spot_img

NÃO DEIXE DE LER