domingo, 14 julho 2024

Bombeiros fazem parto de emergência dentro de casa e ajudam gêmeas a nascer em Feijó

Tão jovens e já aventureiras. O nascimento de irmãs gêmeas na cidade de Feijó, no interior do Acre, foi marcado pela atuação de militares do Corpo de Bombeiros do município, que foram até a casa no bairro Genir Nunes após serem acionados por volta de 00h da quarta-feira (1). Inicialmente, a guarnição foi acionada para fazer o transporte de uma mulher em trabalho de parto até à maternidade do município.

Porém, quando chegaram ao local, viram a mulher deitada no sofá da casa e constataram que uma das crianças já estava nascendo. Eles também verificaram que a criança estava presa ao nível dos ossos da pelve da mãe.

“Após poucos minutos, a guarnição já estava na residência, deparando-se com a gestante deitada no sofá em trabalho de parto de um bebê que estava em apresentação pélvica. No entanto, esse bebê apresentava complicações no parto, pois seus ombros e cabeça ficaram presos ao nível dos ossos da pelve da mãe”, informou a corporação.

Uma das crianças ficou presa ao nível dos ossos da mãe — Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

Uma das crianças ficou presa ao nível dos ossos da mãe — Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

A ocorrência foi atendida pelo sargento Adriano Souza, além dos soldados Laelia Fernandes e Jordes Miguel. Eles iniciaram os procedimentos padrões, e conseguiram fazer o parto da primeira menina. Logo depois, retiraram a segunda bebê, que nasceu sem complicações.

Os nomes das crianças não foram informados, mas, segundo os bombeiros, elas foram encaminhadas à maternidade com saúde, junto à mãe, de 22 anos.

“Foi realizado pela guarnição o corte dos cordões umbilicais e o transporte das duas crianças juntamente com a mãe até a maternidade, entregando-as com vida”, acrescentou a corporação.

Parto foi feito pelos soldados Laelia Fernandes (à esquerda) e Jordes Miguel (centro), além do sargento Adriano Souza (à direita) — Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

Parto foi feito pelos soldados Laelia Fernandes (à esquerda) e Jordes Miguel (centro), além do sargento Adriano Souza (à direita) — Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

G1 AC

spot_img

Notícias relacionadas :

NÃO DEIXE DE LER

VEJA O QUE ACONTECE NO BRASIL E NO MUNDO