domingo, 14 julho 2024

Brasileiros ainda têm R$ 8,4 bilhões em valores a receber não resgatados

Até o final de maio, os brasileiros ainda não haviam retirado R$ 8,4 bilhões em recursos esquecidos no sistema financeiro, conforme informado pelo Banco Central nesta sexta-feira (5). Até agora, o Sistema de Valores a Receber (SVR) já restituiu R$ 7,13 bilhões dos R$ 15,49 bilhões disponibilizados pelas instituições financeiras.

A maioria das pessoas e empresas que ainda não fizeram o saque têm direito a pequenas quantias. Valores até R$ 10 correspondem a 63,6% dos beneficiários. Quantias entre R$ 10,01 e R$ 100 correspondem a 24,86% dos correntistas. Já valores entre R$ 100,01 e R$ 1 mil representam 9,77% dos clientes. Apenas 1,77% têm direito a valores superiores a R$ 1 mil.

Até o final de maio, 21.266.542 beneficiários haviam resgatado seus valores, representando apenas 32,27% do total de 65.896.646 correntistas incluídos na lista desde o início do programa, em fevereiro de 2022. Dentre os que já retiraram valores, 19.819.974 são pessoas físicas e 1.446.568 são empresas. Entre os que ainda não realizaram o resgate, 41.284.748 são pessoas físicas e 3.345.356 são pessoas jurídicas.

Como consultar os valores?

De acordo com o SVR, é possível consultar seus valores ou os de pessoas falecidas (nesse caso, é necessário ser herdeiro, testamentário, inventariante ou procurador). Para consultar os valores a receber, é necessário acessar o site do SVR e fornecer as seguintes informações:

  • CPF ou CNPJ
  • Data de nascimento

Depois disso, é preciso fazer login com a conta gov.br (nível prata ou ouro*), clicar em “MEUS VALORES A RECEBER” e aceitar o termo de ciência. Se a instituição devedora tiver assinado o Termo de Adesão com o Banco Central, basta indicar sua chave Pix no SVR. Caso contrário, será necessário entrar em contato com a instituição para combinar a forma e o prazo de devolução.

spot_img

Notícias relacionadas :

NÃO DEIXE DE LER

VEJA O QUE ACONTECE NO BRASIL E NO MUNDO