sábado, 25 maio 2024 - 9:58
spot_img

Caixa libera abono salarial do PIS/Pasep; veja quem recebe

Trabalhadores com carteira assinada nascidos em maio e junho podem sacar, a partir desta quarta-feira, 16, o valor do abono salarial do Programa de Integração Social (PIS) e do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) em 2024. O valor está disponível no aplicativo da Carteira de Trabalho Digital e no Portal Gov.br.

No Rio Grande do Sul, além do pagamento para os nascidos em maio e junho, serão antecipados, para esta quarta-feira, os créditos dos benefícios para os nascidos de julho a dezembro. A medida beneficiará 702 mil trabalhadores afetados pelas fortes chuvas no estado, que receberão o valor total de R$ 726,7 milhões este mês.

Ao todo, a Caixa Econômica Federal liberará R$ 4,45 bilhões neste mês. Aprovado no fim do ano passado, o calendário de liberações segue o mês de nascimento do trabalhador, no caso do PIS, ou o número final de inscrição do Pasep. Os pagamentos ocorreram de 15 de fevereiro a 15 de agosto.

Neste ano, cerca de R$ 27 bilhões poderão ser sacados. Segundo o Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat), o abono salarial de 2024 será pago a 24,87 milhões de trabalhadores em todo o país. Desse total, 21,98 milhões são da iniciativa privada e concessão do abono do PIS e 2,89 milhões de servidores públicos, empregados de estatais e militares têm direito ao Pasep.

O PIS é pago pela Caixa Econômica Federal; e o Pasep, pelo Banco do Brasil. Como ocorre tradicionalmente, os pagamentos serão divididos em seis lotes, com base no mês de nascimento, no caso do PIS, e no número final de inscrição, no caso do Pasep. O saque será distribuído nas datas de liberação dos lotes e terminará em 27 de dezembro de 2024. Após esse prazo, será necessário aguardar convocação especial do Ministério do Trabalho e Previdência.

Saque do PIS, pagamento pela Caixa para trabalhadores de empresas privadas

Confira o saque do PIS, pagamento pela Caixa

Créditos: Agência Brasil

Confira o saque do PIS, pagamento pela Caixa

Saque do Pasep, pago pelo Banco do Brasil para quem trabalhou em empresas públicas

Veja o saque do Pasep, pago pelo Banco do Brasil para quem trabalhou em empresas públicas

Créditos: Agência Brasil

Veja o saque do Pasep, pago pelo Banco do Brasil para quem trabalhou em empresas públicas

Quem tem direito ao PIS/Pasep?

Tem direito ao benefício o trabalhador inscrito no PIS/Pasep há, pelo menos, cinco anos, e que tem trabalhado formalmente por, no mínimo, 30 dias no ano-base considerado para apuração, com periodicidade mensal média de até dois mínimos mínimos. Também é necessário que os dados tenham sido informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

Ó valor, fachada abono é proporcional ao período em que o empregado trabalhou com carteira assinada em 2022. Cada mês trabalhado equivale a um benefício de R$ 117,67, com períodos iguais ou superiores a 15 dias contados como mês cheio. Quem trabalhou 12 meses com carteira assinada receberá o salário mínimo cheio, de R$ 1.412.

Trabalhadores da iniciativa privada com conta corrente ou poupança na Caixa crédito o crédito automático no banco, de acordo com o mês de seu nascimento.

Os demais beneficiários depositam os valores por meio da poupança social digital, movimentados pelo aplicativo Caixa Tem. Caso não seja possível a abertura da conta digital, o saque poderá ser realizado com o Cartão do Cidadão e senha nos terminais de autoatendimento, unidades lotéricas, Caixa Aqui ou agências, também de acordo com o calendário de pagamento escalonado por mês de nascimento.

O pagamento do abono do Pasep ocorre via crédito em conta para quem é correntista ou tem poupança no Banco do Brasil. O trabalhador que não é correntista do BB pode efetuar a transferência via TED para conta de sua titularidade via terminais de autoatendimento e portal www.bb.com.br/pasep ou no guichê da caixa das agências, mediante apresentação de documento oficial de identidade.

Até 2020, o abono salarial do ano anterior era pago de julho do ano corrente a junho do ano seguinte. No início de 2021, o Codefat atendeu à recomendação da Controladoria-Geral da União (CGU) e passou a depositar o dinheiro apenas dois anos após o trabalho com carteira assinada.

Consulta ao Abono Salarial PIS/PASEP 2024

O processo de consulta ao PIS/PASEP 2024 é crucial para quem deseja confirmar sua elegibilidade e verificar o valor que será pago. O pagamento está programado para começar em fevereiro, e as transferências serão realizadas pela Caixa Econômica e Banco do Brasil. Antes desse período, no entanto, você pode realizar uma consulta online.

Veja como:

  • Acesse o App Carteira de Trabalho Digital e faça login pelo Gov.br.
  • No menu, escolha “Benefícios”.
  • Selecione “Abono salarial”.
  • Informe o ano base como 2022.
  • Descubra se você está apto a receber o benefício.

Essa simples verificação permitirá que você saiba se tem direito ao 14º salário, liberado para quem trabalhou no ano de 2022 (ano-base), tendo recebido no máximo duas alterações mínimas por mês e atuado por pelo menos 30 dias com carteira assinada nesse período.

Atualização dos dados e disponibilidade

Os dados dos trabalhadores elegíveis ao abono salarial estarão disponíveis na RAIS (Relação Anual de Informações Sociais) ou eSocial, preenchidos pelo empregador. O Ministério do Trabalho atualiza o portal para consulta de contemplados com base nessas informações. A atualização para o ano-base de 2022 acabará sendo concluída a partir de janeiro do próximo ano, garantindo que os trabalhadores tenham acesso a dados precisos e atualizados.

Esteja pronto para receber o PIS/PASEP 2024 e não perca a oportunidade de garantir seu benefício. Consulte seu saldo online, siga o passo a passo e prepare-se para receber o 14º salário a partir de fevereiro. O governo facilita o acesso às informações, proporcionando transparência e praticidade aos trabalhadores brasileiros.

Com informações da Agência Brasil.

Compartilhe:

spot_img

Notícias relacionadas :

spot_img
spot_img

NÃO DEIXE DE LER

VEJA O QUE ACONTECE NO BRASIL E NO MUNDO