sábado, 22 junho 2024
spot_img

Campanha itinerante de recolhimento de embalagens de agrotóxicos chega ao Alto Acre

O governo do Estado, por meio do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Acre (Idaf/AC), em apoio à Associação das Revendas Agrícolas do Estado do Acre (ARAAC), iniciou na última semana, na região do Alto Acre, a campanha de recebimento itinerante de embalagens vazias de agrotóxicos.

A ação que iniciou em 2018, tem como objetivo conscientizar os produtores rurais quanto à correta destinação das embalagens, cumprindo o prazo de devolução de até um ano.

Ideia é diminuir a distância dos pontos de coleta  para facilitar o descarte dos produtos. Foto: Luã Garcia/Idaf

Durante toda a campanha, já foram promovidas várias atividades educativas e informativas, destacando os impactos negativos do descarte incorreto, principalmente no meio ambiente, podendo ocasionar danos à saúde ambiental e humana.

O produtor rural deve ficar atento e ter o devido cuidado de fazer a tríplice lavagem das embalagens vazias, depois armazená-las corretamente e, até um ano após a compra, entregá-las na unidade de recebimento indicada na nota fiscal de venda. No momento de devolução das embalagens, o agricultor recebe um comprovante, que precisa ser guardado por mais um ano, caso haja uma fiscalização.

Ação que iniciou em 2018, tem como objetivo conscientizar os produtores rurais quanto à correta destinação das embalagens. Foto: Luã Garcia/Idaf

O Idaf alerta que, é prevista em lei, e aqueles que ultrapassarem o prazo de um ano, que não devolverem as embalagens ou que não seguirem as normas de higiene para a entrega poderão receber notificações e multas do órgãos responsáveis pela fiscalização.

“O trabalho do Estado é de consciencialização e orientação ao produtor, bem como alertar do prazo de entrega para esses procedimentos, por isso fizemos toda uma divulgação sobres as ações, justamente para que possam entregar as embalagem”, ressalta a auditora do Idaf em Brasileia, Ana Cláudia Vieira.

Arrecadação em Xapuri superou em quase o triplo a mesma ação do ano passado. Foto Luã Garcia/Idaf

É necessário também devolver caixa de papelão, sacos plásticos, ou seja, toda embalagem que teve contato com os produtos agrotóxitos, para que por fim seja destinadas para a ARAAC que é local final de recebimento, e   posteriormente reutilizar, reciclar ou inutilizar, obedecendo as normas e instruções dos órgãos registradores e sanitário-ambientais competentes.

Os  canais de distribuição (revendas, cooperativas ou fabricantes) devem manter e gerenciar as unidades de recebimento, e emitir comprovantes de entrega das embalagens, além de comunicar os agricultores sobre esses procedimentos.

O material recolhido será enviado para ARAAC, que dará o destino correto. Foto: Luã Garcia/Idaf

Neste ano, na cidade de Brasileia, foram recolhidas 890 unidades de embalagens tríplice lavadas e caixa de papelão, mostrando um grande avanço de coletagem.

“Hoje entendo que as embalagens de Agrotóxicos abandonadas podem provocar sérios danos a nós mesmo, e eu como produtor de soja e milho, tenho que ter essa consciência e responsabilidade da devolução”, ressalta o produtor de Brasileia, Acleuson Gadelha.

Produtor de  milho na cidade de Brasileia é participante da campanha. Foto: Luã Garcia/Idaf

Em Xapuri, desde o início da campanha até ano passado foram recolhidas cerca 200 embalagens. Já em 2024,  as expectativas foram superadas com o total de 772 embalagens, atendendo 12 produtores.

“Moro em Xapuri há muito tempo, e essa oportunidade que o governo nos dá de entregar a embalagem aqui, sem ter que ir em Rio Branco, mostra o interesse do estado em cuidar do agricultor e do meio ambiente”, explica a pecuarista Aldenira Ferreira.

Mais uma ação em Xapuri para o recolhimento de embalagens de agrotóxicos, prática que é obrigatória. Foto: Luã Garcia/Idaf

O calendário de recolhimento  inclui mais ações no interior do Acre, que se estenderá até o final do ano. Veja o cronograma completo:

20/6 – Acrelândia: Avenida Brasil 576 – Centro. Anexo GP Agropecuária.

9/8 – Porto Acre: Av. Darcy Gomes de Farias nº 71 – Centro Vila do V. Anexo Zebu Agropecuária – Sala B.

11/10 – Sena Madureira: Av. Brasil nº 2154, Bairro: Triângulo – Anexo: ao posto do Sisi, frente ao Supermercado do Euzir.

27/11 – Tarauacá: Rua Quintino Bocaiúva nº 170. Anexo Laço de Ouro Agropecuária.

29/11 – Cruzeiro do Sul: Agroboi CZS, Estrada da Variante, N º 500, Bairro Miritizal 1

Compartilhe:

spot_img

Notícias relacionadas :

spot_img

NÃO DEIXE DE LER

VEJA O QUE ACONTECE NO BRASIL E NO MUNDO