sábado, 25 maio 2024 - 8:43
spot_img

Casos de dengue aumentam 359,7% nas primeiras semanas de 2024 e Saúde do Acre alerta para importância da vacinação

A Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre) divulgou nesta semana novo Boletim Epidemiológico das arboviroses no estado. De acordo com o levantamento, elaborado pelo Núcleo de Doenças de Transmissão Vetorial (NDTV), os casos de dengue aumentaram 359,7% no período entre as semanas epidemiológicas 1 a 9/2024, se comparado ao mesmo período do ano anterior.

Conforme o levantamento, há 6.510 casos prováveis, dos quais 1.174 foram confirmados. A incidência, portanto, foi de 784,3 casos por cada 100 mil habitantes, o que explica o percentual de aumento. Dos 22 municípios acreanos, 21 tiveram casos registrados.

“Precisamos também que a população faça sua parte e não deixe o Aedes aegypti se proliferar”, destaca Pedro Pascoal, titular da Sesacre. Foto: Izabelle Farias/Sesacre

“É importante destacar que, apesar do aumento, que já era esperado para essa época do ano, nós não tivemos nenhuma morte por dengue no Acre nesse período. O governo do Acre, por meio da Sesacre, está fazendo seu papel. Inclusive, nos antecipando a uma possível gravidade da situação, entregamos em fevereiro 18 novos leitos de UTI, representando um investimento de 1,7 milhão de reais para garantir atendimento de qualidade à população”, ressaltou o secretário de Saúde do Acre, Pedro Pascoal.

Mas, além das ações do Estado, frisou que é preciso também que a população faça a sua parte e não deixe o Aedes aegypti se proliferar, tendo os cuidados que todos conhecem e precisam colocar em prática.

O informativo da NDTV também traz dados sobre outras arboviroses. Os casos de chikungunya, por exemplo, aumentaram 975%, se comparado ao mesmo período de 2023. Foram 86 casos prováveis, dos quais 42 foram confirmados em 11 municípios.

Ocorrências de zika vírus também subiram 300%, sendo 40 casos prováveis e três confirmados em seis municípios.  Quanto aos casos de mayaro foram 11 amostras testadas, das quais sete foram confirmadas em quatro cidades acreanas. No caso da febre do oropouche, foram 505 amostras testadas, com 217 confirmações em um total de 16 municípios.

Vacinação

Vacina contra a dengue é mais um marco histórico para a saúde pública acreana. Foro: Neto Lucena/Secom

O Acre foi o primeiro estado da Região Norte a iniciar a vacinação contra a dengue em adolescentes de 10 e 11 anos. Atualmente, a faixa etária para vacinação é de 10 a 14 anos de idade, com a expectativa de vacinar, inicialmente, 17.810 jovens nessa faixa etária do público-alvo em 11 municípios, sendo eles: Rio Branco, Acrelândia, Bujari, Plácido de Castro, Porto Acre, Senador Guiomard, Capixaba, Santa Rosa do Purus, Sena Madureira, Manoel Urbano e também Jordão.

Para receber a vacina, as crianças devem estar acompanhadas por um responsável maior de 18 anos, que precisará apresentar a carteirinha de vacinação, documento de identificação, preferencialmente Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) ou cartão do Sistema Único de Saúde (SUS). Veja aqui os pontos de vacinação.

Compartilhe:

spot_img

Notícias relacionadas :

spot_img
spot_img

NÃO DEIXE DE LER

VEJA O QUE ACONTECE NO BRASIL E NO MUNDO