quinta-feira, 13 junho 2024 - 5:29
spot_img

Celebrando esforços conjuntos, Estado e Prefeitura de Mâncio Lima entregam primeira etapa de reconstrução da Alameda das Águas

No pontapé inicial para o Carnaval 2024, conceituado como uma das mais tradicionais manifestações da cultura popular brasileira, o governo do Acre, em parceria com a prefeitura de Mâncio Lima, entregou neste sábado, 10, a primeira etapa da reconstrução da Alameda das Águas aos mais de 20 mil habitantes da cidade mais ocidental do país. O espaço, cujo nome atual homenageia o ex-governador Orleir Cameli, é uma das mais significativas praças culturais do Vale do Juruá.

Gestores celebraram a concretização da primeira etapa da obra em Mâncio Lima. Foto: Marcos Santos/Secom

O governador Gladson Cameli participou da cerimônia, que também reuniu o gestor do município, Isaac Lima; o prefeito de Cruzeiro do Sul, Zequinha Lima; o presidente da Assembleia Legislativa do Acre, deputado Luiz Gonzaga; o deputado Nicolau Júnior; o deputado federal Zezinho Barbary; o titular da Secretaria de Estado de Obras Públicas (Seop), Ítalo Lopes, além de vereadores e autoridades locais.

“Este é um momento para reconhecer as pessoas que colaboram e colaboraram com o desenvolvimento do Acre. A entrega deste cartão-postal é mais uma prova do compromisso que o Estado e o Município têm com essa região, que se destaca em vários setores da vida pública. O momento também serve para ressaltar a importância de se fazer política pautada na união e parcerias. Fico feliz ao ver os resultados, pois a Alamedas das Águas é uma área importante, que é usada pelas pessoas para o lazer, o turismo ou para se divertirem”, ratificou o governante acreano.

Em homenagem, Gladson recebeu a chave da cidade mais ocidental do país. Foto: Marcos Santos/Secom

Numa área de 3.473 metros quadrados, foi construído um amplo e moderno restaurante, quatro quiosques, uma fossa séptica, arquibancadas com acesso para cadeirantes e uma laje em concreto armado que possibilita ao folião uma experiência de imersão com a natureza; instalada iluminação com luzes em led, além de feitas melhorias na pista. O empreendimento visionário, além de fortalecer a infraestrutura e a cultura popular da região, promove o turismo sustentável, pois na Alameda das Águas Orleir Cameli situa-se o porto que recebe e distribui turistas ao Parque Nacional da Serra do Divisor, popularmente conhecido como Serra do Moa.

O prefeito Isaac Lima enfatizou que a união de esforços tem revolucionado a oferta dos serviços públicos aos manciolimenses. Direcionado ao governador Gladson, Lima proferiu: “Governador Gladson, essa obra é carinhosamente chamada por mim de sambódromo de Mâncio Lima, e hoje me sinto agradecido pelo seu empenho, de sua equipe e também dos demais parceiros por nos ajudarem a transformar o sonho em realidade. Nossa cidade recebe um presente de qualidade, que acolhe os moradores e turistas com uma estrutura de primeiro mundo no que antes era uma área alagadiça”, proferiu.

Isaac Lima: “Entregamos ao povo uma estrutura de primeiro mundo”. Foto: Marcos Santos/Secom

“Com a iniciativa, estamos fomentando o turismo e a economia local. Hoje deixamos um rico legado para Mâncio Lima. Esse e tantos outros benefícios deixados aqui atendem a principal meta do Estado, que é cuidar das pessoas”, completou Ítalo Lopes, titular da Seop, que é a pasta governamental responsável pela fiscalização dos trabalhos do empreendimento.

Progresso alcançou a cidade mais ocidental do país

Às margens do Rio Japiim, em Mâncio Lima, reside dona Francisca Vanuza da Cruz. A memória afetiva dela guarda lembranças do que foi a Alameda das Águas há 20 anos: “Era um lugar simples. Não existia asfalto e rampa, só tinha uma escada construída de madeira, que era usada na travessia de pessoas ou para o transporte dos produtos. Muita das vezes, era necessário carregar os produtos e as pessoas nos braços”, resumiu.

Sorrindo, dona Francisca celebra a chegada do progresso na sua região. Foto: Eliel Mesquita/Secom

A ribeirinha não esconde a satisfação diante da chegada do progresso na região onde dedica a vida à família e também à relação harmoniosa com a natureza. “Hoje, como a gente pode ver, tem asfalto, uma rampa, que permite o embarque e desembarque das pessoas e de turistas, e tem praticamente o necessário que precisamos para sobreviver. Quando vejo o meu “lugarzinho” se transformando, logo penso: tudo isso é muito importante”, avaliou.

Frutos de esforços conjuntos, os investimentos recentemente aplicados no município permitem que dona Francisca vislumbre um futuro promissor para sua terra e seus conterrâneos. “Melhorou bastante a vida de quem mora aqui. A diferença está no dia a dia, na facilidade que encontramos quando precisamos de ajuda para tratar uma doença, numa rua asfaltada ou na água limpa que chega às nossas torneiras”, afirma dona Francisca.

Dona Francisca e sua família convivem todos os dias com as belezas naturais da Alameda das Águas Orleir Cameli. Foto: Diego Silva/Secom

No ponto mais ocidental do Brasil, a Saúde avançou com a entrega da reforma e ampliação do Hospital Dr. Abel Pinheiro, credenciando a unidade como referência no setor e uma das mais modernas da Amazônia Ocidental.

Reforma e ampliação do Abel Pinheiro é uma das significativas contribuições da atual gestão com o desenvolvimento de Mâncio Lima. Foto: cedida

O combate com rigor ao crime organizado e à violência ganhou reforço com a implantação do Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp). A unidade política ampliou as iniciativas na Educação, Infraestrutura, Saneamento Básico, com grande destaque para o Agronegócio, que teve crescimento impulsionado pelo cultivo e comercialização do café. Com incentivos do Estado e de parceiros, Mâncio Lima hoje desponta como um dos grandes produtores do grão no Acre.

Eco Folia 2024

O Eco Folia 2024, como é conhecido o Carnaval Ecológico de Mâncio Lima, inicia-se neste sábado e se estende até a próxima terça-feira, 13. O grande diferencial do evento é a participação massiva de blocos carnavalescos de municípios vizinhos, sobretudo de Cruzeiro do Sul, que, durante as tardes de domingo e terça-feira feira de Carnaval, recheiam de cores e alegria a festa mais popular dos manciolimenses e uma das mais atrativas do Acre.

Gladson cumprimentou foliões no Eco Folia. Foto: Marcos Santos/Secom

A nova estrutura dobrou a capacidade do município de receber os foliões. A organização estima que 40 mil pessoas prestigiem o evento.

Eco Folia, o Carnaval Ecológico de Mâncio Lima, começou. Foto: Marcos Santos/Secom

Com a execução dos serviços, a festa momesca não foi realizada durante um período, mas agora está de volta e promete unir o povo num movimento regado a alegria, entretenimento e geração de oportunidades.

Compartilhe:

spot_img

Notícias relacionadas :

spot_img

NÃO DEIXE DE LER

VEJA O QUE ACONTECE NO BRASIL E NO MUNDO