sábado, 20 julho 2024

Eleições Municipais – Foi dada a largada

Por Marcus Bastos

@marcusbastos_ac

 

 

PROGRESSISTAS

A Deputada Federal Socorro Neri tomou posse na Executiva Municipal do PP em Rio Branco. Deverá cuidar da organização do partido para as eleições municipais, formação de chapa, etc. Na ocasião da posse já surgiram vários nomes se lançando e sendo lançados como pré-candidatos à prefeito da capital pelo partido.

 

PROGRESSISTAS II

Todos acharam estranho, tanto a ida de Socorro Neri para Executiva Municipal quanto o surgimento dos inúmeros nomes para a  disputa majoritária. O partido tem um prefeito eleito que já anunciou, inclusive, que será candidato à reeleição. É impressão minha ou estão querendo forçar o prefeito Bocalom a desistir da reeleição ou se desfiliar do partido?

 

PROGRESSISTAS III

Da mesma forma que a população vota, ela também observa o que acontece nos bastidores da política. Soa muito feio para a imagem do PROGRESSISTAS  o que estão fazendo com o Bocalom. Se o objetivo é transformá-lo em vítima, estão quase conseguindo. Pode até não ser, mas os comentários nas rodas políticas é de que o partido permitiu que Neri assumisse a executiva municipal para cuidar da saída de Bocalom.

 

BOCALOM

O Prefeito têm dito repetidas e reiteradas vezes que não se desfiliará do PROGRESSISTAS. Essa pendenga para que se desfilie ainda renderá até  março de 2024. Último prazo de filiação para quem deseja concorrer às eleições. Enquanto isso, ao que se percebe, o partido optou por sofrer esse desgaste desnecessário.

 

ALAN RICK GOVERNADOR

Hoje é bem verdade que o Senador Alan Rick é o nome mais forte para o governo em 2026. Mas essa avaliação é momentânea. Muitas águas ainda passarão por baixo da ponte da política do Acre. Há muito por acontecer, e as imprevisibilidades da política podem mudar esse destino.

 

PETECÃO

Para as eleições 2022, assim que terminou as eleições 2018, o senador Petecão, o mais bem votado de toda história do Acre, já era colocado como favoritíssimo, até mesmo para derrotar o então recém eleito governador Gladson Cameli.

 

PETECÃO II

Mas o futuro incerto e as imprevisibilidades da política, permitiram que as águas ao passar pela ponte mudassem o rumo e o contexto das circunstâncias. Petecão não imaginava que eleger o prefeito da maior cidade do Acre se transformaria em pesadelo para os seus planos de chegar ao Palácio Rio Branco.

 

INCERTEZAS DA POLÍTICA

Tenho dito uma frase, que se encaixa perfeitamente para essas situações:

“O que é hoje, é hoje… O que será amanhã, será amanhã…”

Àqueles que acham que o senador Alan Rick é o “bicho da goiaba”, observem o caso de Petecão e tantos outros exemplos que já ocorreram na política do Acre.

 

GLADSON CAMELI

Não duvidem, principalmente, de uma peça fundamental e decisiva para o processo político do Acre, Gladson Cameli. Enquanto estiver no poder, as eleições 2026 passam pelo crivo de Gladson. E pelo que se têm escutado nos bastidores, não será Alan Rick a quem este apoiará. Há muita água para passar por baixo da ponte.

 

GLADSON CAMELI II

Se nada o impedir, Gladson deverá ser candidato ao Senado. Duas vagas serão disputadas, e uma certamente será deste, mas muito ainda há por acontecer. Inclusive, poderá lançar um candidato de sua inteira confiança ao Governo do Estado. Aguardar o andar da carruagem no início de 2024 até se materializar as previsões de bastidores.

 

MAIS VEREADORES

É praticamente certo que a Câmara Municipal de Rio Branco deverá aprovar até final de setembro deste ano o aumento no número de vagas na casa legislativa. Atualmente são 17 Vereadores e estes deverão aprovar o aumento para 21 vagas previstas em lei.

 

MAIS VEREADORES II

Com o aumento das vagas, aumenta as chances de reeleição de alguns vereadores. Essa disputa nunca foi fácil. Serão aproximadamente 400 candidatos, destes muitos apadrinhados por deputados estaduais e federais, o que acirrará a disputa com os atuais vereadores.

 

PARA QUAL PARTIDO IRÁ MARCUS ALEXANDRE?

Essa é a resposta que todos querem saber, e o papo mais comentado nas rodas políticas. Quem poderá responder esta pergunta é somente o próprio Marcus Alexandre. Mas quem o conhece e domina os assuntos da política saberá entender que este não voltará ao PT e não se filiará a nenhum partido que tenha  máculas vinculadas a escândalos de corrupção.

 

CAUTELA

É bem provável que não se filiará a nenhum partido de esquerda e nem da direita extrema radical. É mais provável que se filie num partido de centro. A coluna até arrisca dizer que hoje o mesmo se filiaria no PSD do Senador Petecão. Mas até março de 2024 ainda há muita água pra passar por baixo da ponte.

 

NOIVA COBIÇADA

A única coisa que a coluna sabe de fato, é que o ex-prefeito é o sonho de consumo de vários partidos; que todos os dias inúmeras pessoas o procuram para declarar apoio; que já recebeu palavra de apoio de aproximadamente 10 partidos; não abrirá mão de avaliar criteriosamente o seu vice; e deverá ser candidato de uma grande aliança de partidos.

 

 

A opinião do colunista não representa a opinião do Acre Jornal

 

 

spot_img

Notícias relacionadas :

spot_img