quinta-feira, 13 junho 2024 - 5:43
spot_img

Concurso Unificado tem 2 milhões de inscritos; últimas horas

No último dia do prazo, o Concurso Unificado ultrapassou a marca de 2 milhões de inscritos. No entanto, mais de 700 mil ainda precisam pagar a GRU.

O Concurso Nacional Unificado já passou da marca de 2 milhões de inscritos. Esse quantitativo, no entanto, é preliminar. Isso porque muitos ainda não quitaram o valor da taxa de inscrição.

Segundo o Ministério da Gestão e Inovação (MGI), mais de 700 mil pessoas ainda precisam pagar a GRU, que é a Guia de Recolhimento da União.

“A inscrição final depende do pagamento das inscrições, então vale o alerta ao pessoal que já se inscreveu e ainda não pagou”, diz a ministra Esther Dweck.

Nesta semana, o CNU atingiu 1,7 milhão de inscritos. Até o momento, este já é considerado o “maior concurso da história”, superando o Banco do Brasil.

No entanto, para manter este “título de maior concurso”, será preciso que, pelo menos, mais 300 mil concorrentes realizem o pagamento da taxa de inscrição e confirmem a participação.

O prazo para isenção já foi encerrado e mais de 601 mil candidatos foram beneficiados. Os que tiveram o pedido negado ainda podem concorrer, desde que paguem a GRU até o vencimento.

Quer ficar por dentro da banca do Concurso Público Nacional Unificado? Então baixe agora, gratuitamente, o E-BOOK do perfil da CESGRANRIO, com todas as informações sobre o chamado Enem dos Concursos. Clique aqui!

Concurso Unificado: último dia de inscrições!

Se você ainda não garantiu a sua presença na 1ª edição do Concurso Unificado, é preciso correr. O prazo para as inscrições encerra nesta sexta-feira, 9, às 23h59.

“O Concurso Público Nacional Unificado já ultrapassou 2.156.000 inscrições, com picos de quase 28 mil inscrições por hora! O sistema está pronto para receber mais inscrições até as 23:59 de hoje”, publicou o MGI nas redes, na tarde desta sexta, 9.

Os interessados devem se cadastrar pelo GOV.br, sendo possível usar o aplicativo oficial do programa. Em seguida, será preciso finalizar o cadastro pelo site da Fundação Cesgranrio, a banca.

Logo após, é preciso quitar a taxa de inscrição de R$60 (médio) ou R$90 (superior). O pagamento ocorrerá por meio da Guia de Recolhimento da União (GRU).

Será permitida a inscrição para apenas um bloco temático.

Confira a divisão das vagas por bloco:

  • Bloco 1 – Infraestrutura, Exatas e Engenharias – 727 vagas;
  • Bloco 2 – Tecnologia, Dados, e Informação – 597 vagas;
  • Bloco 3 – Ambiental, Agrário e Biológicas – 530 vagas;
  • Bloco 4 – Trabalho e Saúde do Servidor – 971 vagas;
  • Bloco 5- Educação, Saúde, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos – 1.016 vagas;
  • Bloco 6 – Setores Econômicos e Regulação – 359 vagas;
  • Bloco 7 – Gestão Governamental e Administração Pública – 1.748 vagas; e
  • Bloco 8 – Nível Intermediário – 692 vagas.

Dúvidas de como se inscrever no concurso unificado? Acesse aqui!

MGI fala sobre a escolha dos blocos

Em entrevista à Folha Dirigida por Qconcursos, a secretária adjunta de Gestão de Pessoas do Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos (MGI) e coordenadora da Comissão de Governança do CPNU, Regina Camargos, falou sobre a escolha do bloco.

Segundo ela, a vocação e a trajetória profissional devem ser levadas em consideração na hora da escolha de um dos blocos.

“O candidato tem que se ver no bloco temático. Olhar qual é a sua trajetória profissional e trajetória acadêmica para fazer a escolha”, pontuou a secretária adjunta de Gestão de Pessoas do MGI.

A lotação dos cargos já consta nos editais do Concurso Público Nacional Unificado, divulgados no dia 10 de janeiro. Há chances para atuação em Brasília DF, assim como em outras cidades pelo país.

Resumo do Concurso Público Nacional Unificado

  • Instituto: mais de 20 órgãos do Executivo Federal
  • Situação atual: editais publicados
  • Banca: Fundação Cesgranrio
  • Cargos: diversos
  • Escolaridade: níveis médio e superior
  • Vagas: 6.640
  • Remuneração: até R$23.579,71
  • Inscrições: 19 de janeiro a 9 de fevereiro de 2024
  • Data da prova objetiva: 5 de maio

Provas do Concurso Unificado serão em maio

Os concorrentes participantes desta 1ª edição do Concurso Público Nacional Unificado serão avaliados pelas seguintes fases:

  • 1ª fase: provas objetivas e discursivas;
  • 2ª fase: perícia médica (avaliação biopsicossocial);
  • 3ª fase: procedimento de verificação da condição declarada: reserva de vagas para pessoas negras; e
  • 4ª fase: procedimento de verificação documental complementar: reserva de vagas a indígenas.

Haverá ainda avaliação de títulos para alguns cargos.

As provas objetivas e discursivas serão realizadas no dia 5 de maio, em 220 cidades espalhadas pelo país, divididas em dois turnos. Confira:

Turno da manhã (2h30 de prova)

  • Para cargos de nível médio: provas objetivas (20 questões) + redação; e
  • para cargos de nível superior: provas objetivas de Conhecimentos Gerais (20 questões) + prova discursiva Específica do bloco.

Turno da tarde (3h30 de prova)

  • Para cargos de nível médio: provas objetivas (40 questões); e
  • para cargos de nível superior: provas objetivas de Conhecimentos Específicos (50 questões).

Para os cargos de nível médio, do Bloco 8, as provas objetivas terão questões de Língua Portuguesa, Noções de Direito, Matemática e Realidade Brasileira. Nesse caso, a discursiva será uma redação.

Já para os cargos de nível superior, na parte objetiva, os concorrentes deverão responder a questões sobre Políticas Públicas e Conhecimentos Específicos, a depender do bloco temático escolhido.

Já na discursiva, será cobrada uma questão sobre Conhecimentos Específicos.

Cronograma do Concurso Nacional Unificado

Quer ficar por dentro do CPNU e não perder nenhum detalhe? Confira a seguir as principais datas do Concurso Público Nacional Unificado para garantir presença na seleção:

  • 19 de janeiro a 9 de fevereiro de 2024 – inscrições;
  • 29 de fevereiro de 2024 – divulgação dos dados finais de inscrições;
  • 29 de abril de 2024 – divulgação dos cartões de confirmação;
  • 5 de maio de 2024 – aplicação das provas;
  • 3 de junho de 2024 – divulgação dos resultados; das provas objetivas e preliminares das provas discursivas e de redação;
  • 30 de julho de 2024 – divulgação final dos resultados; e
  • 5 de agosto de 2024 – início da convocação para posse e cursos de formação.

por folha dirigida

Compartilhe:

spot_img

Notícias relacionadas :

spot_img

NÃO DEIXE DE LER

VEJA O QUE ACONTECE NO BRASIL E NO MUNDO