sexta-feira, 19 abril 2024 - 8:24
spot_img

Da Baixada da Sobral para os púlpitos do Brasil, saiba quem é o “pastor das multidões”

Na adolescência ele era conhecido como “Nan da Baixada”, e como tantos outros jovens da periferia de Rio Branco, também se envolveu no mundo do crime, cometeu ilícitos e se tornou usuário de entorpecentes.

Mas havia um propósito maior para a vida de Cleuson Souza, que hoje, quase duas décadas depois, é reconhecido em todo o país como o “pastor das multidões”, dado o seu histórico como um pregador que reúne cada vez mais evangélicos para ouvi-lo por onde passa.

Com a agenda cheia e viagens marcadas para diversos estados brasileiros e até para outros países, ele divide seu tempo entre os púlpitos pelo Brasil afora, e o trabalho assistencial que mantém nos presídios do Acre e em algumas igrejas de Rio Branco.

“Minha vida começou a mudar aos 19 anos, quando eu estava em um momento decisivo:  ou aceitava Jesus ou o meu fim seria igual ao de tantos jovens que se perdem nas drogas, na criminalidade, e nao chegam a viver 20 anos. Graças a Deus entreguei minha vida ao senhor e daí em diante fui liberto”, relata Cleuson.

Após esse ato de fé ele passou a se dedicar aos cultos e ao aprendizado teológico, pois tinha sede de aprender, e queria seguir à risca o mandamento do mestre. “Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura, esse mandamento eu posso dizer que estou cumprindo à risca”, garante Cleuson.

A história de superação veio através da persevarança, dedicação, estudo do evangelho, e muito trabalho. O chamado para o ministério se confirmou ao longo da caminhada, mas não sem antes exigir de Cleuson muita perseverança para  vencer os desafios da jornada com cristo.

“Somos humanos, somos carne, e estamos sujeitos a cair. Sabemos que no meio evangélico ainda existem aqueles que fraquejam na fé. Mas o nosso alvo, o nosso referencial é cristo, nele permanecemos ancorados e gratos por conseguir chegar até aqui”, declara.

 O “pastor das multidões”    

 Quando sobe ao púlpito para pregar é visivel o dom de Cleuson Souza de trazer a mensagem de cristo como um verdadeiro arauto do mestre. Sua fluência na fala, a eloquência ao transmitir a mensagem e a atenção que consegue captar de todos, toca até mesmo os mais céticos.

“Não vem de mim, é dom do espírito santo de Deus, sou apenas um instrumento. Tenho o privilégio de ser usado por aquele que tem o domínio de todas as coisas, portanto, toda honra e glória é dele e para ele”, confessa Cleuson.

Para dar testemunho desse dom são inúmeros os casos de pessoas que tiveram a vida transformada após uma pregação de Cleuson. Seja nos presídios do Acre, nas pequenas congregações, ou nos grandes auditórios Brasil afora, sempre que ele prega o templo fica pequeno com tanta gente para ouvi-lo, o que o tornou conhecido como “o pastor das multidões”.

“Não tem segredo, o maior milagre é o ser humano reconhecer a Cristo e entender que o poder de Deus é ilimitado. Quando a luz do espírito santo entra em você, tudo o mais se revela, desde a cura do corpo, a prosperidade material até a felicidade plena” ensina ele.

Fora do púlpitos Cleuson se mantém simples e cordial, com a voz mansa e humor leve, como alguém que realmente carrega consigo a luz divina. Assim, consegue superar os desafios do ministério pastoral. “Todos nós somos falhos, mas eu procuro me espelhar na perfeição e na humildade daquele que deu a vida por todos nós” finaliza.

Compartilhe:

spot_img

Notícias relacionadas :

spot_img
spot_img

NÃO DEIXE DE LER

spot_img

VEJA O QUE ACONTECE NO BRASIL E NO MUNDO