segunda-feira, 15 abril 2024 - 14:12
spot_img

Defesa Civil Estadual alerta população a economizar água diante da seca do Rio Acre

Rio não atingiu a menor cota histórica ainda em 2023, mas a situação é crítica. Foto: Diego Gurgel/Secom.

Diante do baixíssimo nível das águas do rio Acre e do tempo seco, a Defesa Civil do Estado do Acre tem realizado ações preventivas com o objetivo de minimizar desastres naturais e proteger a população acreana.

Na manhã desta terça-feira, 17, o Rio Acre registrava a marca de 1,5 metro, seis centímetros a mais do que a última medição feita na segunda-feira. O coordenador da Defesa Civil Estadual, coronel do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Acre (CBMAC) Carlos Batista, explicou que a situação climática deve se manter, e alerta a população para a conscientização no uso da água.

Coordenador da defesa civil estadual, Carlos Batista, explicou que o governo tem agido preventivamente para combater incêndios. Foto: Diego Gurgel/Secom

“Os nossos mananciais para abastecimento de água estão com o nível muito baixo, tivemos que fazer o represamento em alguns igarapés para conseguir fazer a captação. Pedimos que as pessoas não desperdicem esse bem precioso, para que não falte em outras residências”, afirmou.

Batista frisou ainda que as chuvas previstas para outubro, novembro e início de dezembro vão ser em pouco volume, o que prejudica também a umidade do solo e contribui para a manutenção do clima seco, que pode ocasionar incêndios florestais.

Alberto mora no bairro da Base, na beira do rio há 37 anos. Foto: Diego Gurgel/Secom

Morador do bairro da Base há 37 anos, em Rio Branco, Alberto Lima disse que consegue atravessar o rio andando até a Gameleira, e acredita que a ação humana tem contribuído para os desastres climáticos.

“Já vi o rio mais seco do que isso, mas essa condição de seca nunca tinha visto desse jeito. O homem é o pior agressor da natureza”, declarou.

O governo federal reconheceu a Situação de Emergência em todos os 22 municípios acreanos ainda na última segunda-feira, 16, o que facilita a ação do ente no estado, além da união em ações conjuntas com o governo do Estado do Acre que já estão em planejamento.

A economia da água faz-se necessária para não haver racionamento e falta desse bem nas residências acreanas, visto o baixo volume de chuvas que vão atingir o Acre até meados de dezembro.

Menor cota histórica

O coordenador da defesa civil, Carlos Batista, observou que em outubro de 2022, o rio Acre apresentava nível da água em 1,25 metros, a menor cota histórica do curso de água. Entretanto, o nível subiu com as chuvas frequentes no mesmo mês.

O rio se manteve nessa época, em 2022, acima dos 2 metros, o que não deve ocorrer nesse ano. A preocupação do governo é o baixo volume de chuvas, mantendo o clima seco em todo o Acre até o fim de 2023.

Agência de Notícias do Acre

Compartilhe:

spot_img

Notícias relacionadas :

spot_img
spot_img

NÃO DEIXE DE LER

spot_img

VEJA O QUE ACONTECE NO BRASIL E NO MUNDO