segunda-feira, 15 abril 2024 - 13:06
spot_img

Em sua 4ª edição, Conferência Estadual de Cultura do Acre representou um momento de união de diversas vozes criativas

Com apoio do governo do Acre, a 4ª Conferência Estadual de Cultura foi um marco na retomada do fortalecimento e integração das políticas culturais no estado. Os debates realizados nos dias 6, 7 e 8 de dezembro, na Usina de Arte João Donato, reuniram mais de 200 participantes de todas as regionais do Acre.

Institucionalmente, a conferência contou com delegados de 20 municípios eleitos nas respectivas conferências municipais, representantes do Ministério da Cultura (MinC), do Conselho Estadual de Cultura (ConCultura), da Comissão Intergestores Culturais Bipartite (CIB) e da Fundação de Cultura Elias Mansour (FEM).

Presidente da FEM, Minoru Kinpara, entrega comendas da ordem do mérito cultural a fazedores de cultura do Acre. Foto: Cristian Raphael/FEM

Minoru Kinpara, presidente da FEM, destacou a importância da conferência para a cultura acreana: “Esta conferência é um marco na história cultural do nosso estado. Ela simboliza uma oportunidade única de unir diversas vozes criativas do Acre, fortalecendo nossa identidade cultural e valorizando a cadeia produtiva da cultura como fundamental para o nosso desenvolvimento social e econômico”.

E frisou: “A Fundação Elias Mansour se orgulha de atuar na organização desse processo e se compromete a continuar apoiando iniciativas que valorizem nossa cultura em todas as suas formas”.

Delegados de 20 municípios participaram da Conferência Estadual de Cultura. Foto: Cristian Raphael/FEM

Para a Conselheira de Cultura Carol Di Deus, o diálogo, a troca de ideias e o planejamento conjunto envolvendo diferentes setores da cultura, são essenciais para a elaboração de políticas públicas que contemplem um número cada vez maior de fazedores de cultura. “Além de discutirmos propostas para os seis eixos que nossos delegados levarão para defesa na Conferência Nacional de Cultura, em 2024, discutimos propostas que irão compor nosso Plano Estadual de Cultura”, acrescentou.

Delegados debateram propostas que serão levadas para a Conferência Nacional de Cultura, em 2024. Foto: Cristian Raphael/FEM

Durante a conferência foram eleitos os 40 delegados que representarão o Acre na Conferência Nacional de Cultura, em março de 2024, e que defenderão as 14 propostas prioritárias que foram aprovadas nos grupos de trabalho subdivididos nos seis eixos elencados pelo Ministério da Cultura. Também foram aprovadas na plenária final as diretrizes e estratégias do Plano Estadual de Cultura.

O diretor executivo da FEM, Anderson Mariano, ressaltou que o ponto alto do evento foi o reconhecimento da Fundação Elias Mansour. “O plenário da conferência fez moções de aplauso e agradecimento pela organização e condução da conferência, destacando a habilidade da Fundação [FEM] em criar um ambiente propício para discussões produtivas e planejamento da política cultural em nosso estado”, concluiu.

Chefe do Departamento de Políticas Culturais da FEM, Elane Cristine, destacou a participação de todas as regionais. Foto: Cristian Raphael/FEM

O relatório final da conferência, assim como todos os demais documentos referentes à atividade, serão postados no portal da FEM https://www.femcultura.ac.gov.br/ para que toda a população tenha acesso às discussões, garantindo a transparência do processo.

Compartilhe:

spot_img

Notícias relacionadas :

spot_img
spot_img

NÃO DEIXE DE LER

spot_img

VEJA O QUE ACONTECE NO BRASIL E NO MUNDO