terça-feira, 23 julho 2024

Fundhacre realiza atividade educativa para conscientizar servidores sobre a importância da higiene das mãos

A Fundação Hospital Estadual do Acre (Fundhacre) realizou nesta quarta-feira, 22, por meio do Núcleo de Segurança do Paciente e Serviço de Controle de Infecção Hospitalar, uma atividade educativa para conscientizar os colaboradores quanto à importância da higiene das mãos. A ação ocorreu em referência ao Dia Mundial de Higiene das Mãos e ao Dia Nacional do Controle das Infecções Hospitalares, datas lembradas em 5 e 15 de maio, respectivamente.

A atividade educativa reuniu dezenas de servidores, desde auxiliares de serviços gerais ao corpo médico e técnico. Durante a manhã, eles puderam acompanhar as orientações e praticar a maneira correta de higienização.

“Essa ação lúdica com os profissionais é de extrema importância”, destacou o médico Alan Areal. Foto: Gleison Luz/Fundhacre

O médico infectologista Alan Areal destacou a importância da atividade: “Essa ação lúdica com os profissionais da assistência, médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, o pessoal da limpeza, é de extrema importância para o nosso controle de infecção hospitalar. Então, queremos agradecer aqui essa parceria com as empresas, que estão presentes hoje no mercado, trazendo tecnologia, insumos de última geração que já estão incorporados nos grandes hospitais do Brasil. Tem essa caixinha aqui que a gente vê o momento do antes e do após da higiene das mãos, com a presença visível das bactérias. Então eu quero agradecer aqui, em nome dos serviços de controle de infecção hospitalar, da gerência de risco e também do Núcleo de Segurança do Paciente, para que todos nós, juntos com a nova diretoria da Fundhacre, possamos, irmanados, cuidar melhor dos nossos pacientes, diminuir os riscos de infecções e, assim, consequentemente, diminuir as taxas de incidência das bactérias multiresistentes, que é um grande desafio que enfrenta hoje não só o Brasil, mas o mundo como um todo”, destacou Areal.

“Fazendo a técnica de higiene das mãos a gente consegue reduzir as infecções”, reforçou a enfermeira Sandra Valéria. Foto: Gleison Luz/Fundhacre

A enfermeira Sandra Valéria também ponderou sobre a importância da ação. “Todos os anos, nesse mês, a gente sempre faz alguma atividade educativa em forma de campanha para relembrar os profissionais da importância dessa ação, que é simples, mas também é extremamente importante para controlar as infecções dentro da unidade hospitalar. E, fazendo isso, a gente consegue ter uma redução da carga microbiana, diminuindo assim os microorganismos transitórios de um lugar para o outro. A gente às vezes entra em uma sala, aí sai e vai para outra sala, e acaba levando de uma para o outra. Fazendo a técnica de higiene das mãos, a gente consegue reduzir as infecções”, reforçou a enfermeira.

A higienização correta das mãos é uma das seis Metas Internacionais de Segurança do Paciente estabelecidas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para evitar infecções e ajudar a salvar vidas, e deve ser feita em cinco momentos: antes de tocar no paciente, antes de realizar procedimentos, após risco de exposição a fluídos corporais, após tocar no paciente e após tocar superfícies próximas ao paciente.

Notícias relacionadas :

spot_img

NÃO DEIXE DE LER