sábado, 25 maio 2024 - 3:33
spot_img

Gladson se reúne com equipe de secretários e presidentes de autarquias para estabelecer metas do novo governo

 

Foi apresentado o Plano de Desenvolvimento Sustentável – Agenda Acre 10 anos. Uma pesquisa dos aspectos econômicos e sociais do estado na última década e as perspectivas para a otimização das potencialidades para incremento da economia acreana para os próximos anos, com um foco especial nos primeiros 100 dias do novo governo que se inicia em 2023.

O governador destacou ainda que a geração de empregos e oportunidades para a população do estado devem ser prioridades. “Tivemos uma caminhada de muito aprendizado nesses quatro anos. Não devemos subestimar o povo que sabe de tudo que acontece. Precisamos cuidar desse diamante que é o nosso estado. Sou um servidor público com data marcada para sair e governar é a ciência do aprendizado com o poder de fazer aquilo que a gente precisa para ajudar a população. Por isso quero agradecer a cada um dos nossos gestores”, disse ele.

Gladson refletiu que o governo precisa decidir por uma direção e cumprir as metas estabelecidas. “Vamos nos dedicar ainda mais à regularização fundiária, concluir obras e gerar empregos para as pessoas”, afirmou o governador à sua equipe”, afirmou o governador à sua equipe.

Desenvolvimento econômico e humano

Ricardo Brandão salientou para os secretários e presidentes de autarquias que o Plano de Desenvolvimento Sustentável do Acre contempla os aspectos econômicos, ambientais e sociais.

“A partir do ajuste fiscal que realizamos no atual governo poderemos abrir novos caminhos para o próximo. Olhamos o que foi o Acre nos últimos anos. Isso permitiu a percepção de uma análise socioeconômica visando o futuro. Ouvimos a sociedade como um todo e verificamos as potencialidades e os bloqueios. Além de buscarmos experiências nacionais e internacionais para aplicar no Acre”, explicou o gestor da Seplag.

Ele explicou ainda como foram desenhadas as potencialidades do Acre e os principais objetivos a serem alcançados. “Projetamos um desenvolvimento sustentável com o uso das nossas potencialidades naturais de maneira racional com a geração de empregos e renda para a população. Desejamos ser uma referência em desenvolvimento humano na região Norte com um sistema de monitoramento e governança”, finalizou.

Compartilhe:

spot_img

Notícias relacionadas :

spot_img
spot_img

NÃO DEIXE DE LER

VEJA O QUE ACONTECE NO BRASIL E NO MUNDO