domingo, 19 maio 2024 - 11:54
spot_img

Governo distribui cestas básicas para ribeirinhos impactados por seca extrema

O governo do Estado, por meio da Secretaria de Governo (Segov), do Corpo de Bombeiros Militar e da Defesa Civil Estadual, está entregando cestas básicas às famílias mais prejudicadas durante a seca prolongada registrada em todo o Acre no ano passado. Causada pelo fenômeno El Niño, o evento atingiu, também, grande parte da região Amazônica passando a ser considerada a maior seca da história recente.

Equipes de governo descendo o Rio Acre para entregar cestas básicas à famílias atingidas pela seca extrema no Polo Benfica. Foto: Yago Ayache/Segov.

Neste sábado, 6, o secretário de Estado de Governo, Alysson Bestene, desceu o rio Acre acompanhado pelo coronel Carlos Batista, coordenador estadual de Proteção e Defesa Civil, para a entrega das cestas às famílias do Polo Benfica. “Vamos replicar esta ação em todos os 22 municípios, tendo como público alvo as famílias de ribeirinhos e indígenas que perderam toda a produção agrícola e criação de animais”, explicou Alysson.

De acordo com o secretário de Governo, Alysson Bestene, a ação será replicada em todos os 22 municípios. Foto: Yago Ayache/Segov.

De acordo com o secretário, as cestas são resultado do decreto de Estado de Emergência baixado pelo governador Gladson Cameli em 6 de outubro do ano passado. “Devido às condições climáticas extremamente adversas que enfrentamos naquela época, o decreto foi a primeira ação de enfrentamento tomada pelo governador”, lembra Alysson

Cestas são resultado do decreto de Estado de Emergência baixado pelo governador Gladson Cameli em 6 de outubro do ano passado. Foto: Yago Ayache/Segov.

O coronel Batista lembrou que, além da seca, em 2023 o Estado enfrentou incêndios florestais e até vendavais com potência de tornados colocando à prova e deixando clara a capacidade técnica da máquina do Estado. “O governo do Acre está tratando com rigor o plano do governador Gladson de manter a Defesa Civil sempre um passo à frente buscando prevenir, mas também capacitando e aprimorando cada vez mais o seu pessoal e seus recursos para enfrentar quando a crise chegar”, observou Batista.

Compartilhe:

spot_img

Notícias relacionadas :

spot_img
spot_img

NÃO DEIXE DE LER

VEJA O QUE ACONTECE NO BRASIL E NO MUNDO