sábado, 25 maio 2024 - 8:42
spot_img

Governo federal libera mais de R$ 20 milhões para ações de assistência aos afetados por enchentes no Acre

Para capital Rio Branco foram destinados mais de R$ 4 milhões. O Rio Acre chegou a marcar 17,78 metros na medição das 9h (veja gráfico abaixo).

“Considerando a natureza e o volume de ações a serem implementadas, o prazo de execução será de 180 dias, a partir da publicação desta portaria no Diário Oficial da União (DOU)”, diz parte da publicação do governo federal desta segunda.

Os recursos serão liberados pelo Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional/Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil.

Os recursos atenderão, inicialmente, aos municípios de Assis Brasil (R$ 935,9 mil), Brasiléia (R$ 4,4 milhões), Epitaciolândia (R$ 1,5 milhão), Jordão (R$ 1,8 milhão), Marechal Thaumaturgo (R$ 1,7 milhão), Plácido de Castro (R$ 593,7 mil), Rio Branco (R$ 4 milhões), Tarauacá (R$ 4,8 milhões) e Xapuri (R$ 349,7 mil).

Também nesta segunda, completa exatos nove anos que o Rio Acre atingiu a maior cota já registrada: 18,40 metros. Na época, mais de 50 bairros da capital foram atingidos, 9,2 mil pessoas ficaram desabrigadas e mais de 86 mil habitantes diretamente afetados.

Em Rio Branco, Rio Acre chegou a 18,40 metros, às 15h do dia 4 de março de 2015.

Segundo a Defesa Civil de Rio Branco, são 45 bairros atingidos no município e mais de 4 mil pessoas precisaram deixar suas casas.

O manancial chegou à marca dos 17 metros na medição feita às 15h de quinta (29), e, na sexta (1), atingiu o Calçadão da Gameleira, ponto turístico histórico da capital acreana.

Oscilação em Rio Branco

Na tarde de sábado (2), o nível do rio começou a apresentar oscilação. Depois de alcançar os 17,54 metros ao meio-dia, o manancial baixou 2 centímetros e, na medição das 15h, marcou 17,52 metros. Às 18h, voltou a subir e chegou a 17,54 metros.

Veja evolução do nível do Rio Acre nesta segunda-feira (04) na capital

Manancial alcançou 17 metros pela 7ª vez na história, desde 1971

Nos municípios de Assis Brasil, Brasiléia, Epitaciolândia e Xapuri o rio também segue em tendência de vazante.

Nesta segunda-feira (4), uma comitiva do governo federal chega ao Acre para assistência aos atingidos pela cheia. A informação foi confirmada pelo ministro de Desenvolvimento Regional, Waldez Goés, nas redes sociais. Serão duas agendas: em Brasiléia pela manhã e na capital acreana à tarde.

Em edição extra do Diário Oficial do Estado (DOE) de sexta-feira (1º), o governo estadual declarou emergência em saúde pública em razão da cheia dos rios e o volume das chuvas que atingem 19 municípios do estado, desde o dia 21 de fevereiro. O decreto tem vigência de 180 dias.

Acre está em situação de emergência por causa das enchentes

Acre está em situação de emergência por causa das enchentes

Compartilhe:

spot_img

Notícias relacionadas :

spot_img
spot_img

NÃO DEIXE DE LER

VEJA O QUE ACONTECE NO BRASIL E NO MUNDO