segunda-feira, 15 abril 2024 - 14:47
spot_img

Governo leva atendimento em saúde na Baixada da Sobral na 9ª edição do Fundhacre na Comunidade

Com colaboração de Andriny Silva

“Essa iniciativa é uma oportunidade a mais para as pessoas que têm dificuldade de acesso à saúde”, destaca a paciente, Fraceiude Ribeiro, após receber seu atendimento em saúde na 9ª edição do Programa Fundhacre na Comunidade, uma ação de governo realizada por meio da Fundação Hospital Estadual do Acre (Fundhacre).

Governo leva atendimento em saúde na Baixada da Sobral na 9ª edição do Fundhacre na Comunidade. Marcos Vicentti/Secom

“Agradeço a Deus, aos nossos servidores, a toda equipe da Fundação Hospitalar, a equipe governamental, por estarem proporcionando esse momento. Isso aqui é reflexo de toda uma união de pessoas de bem que estão trazendo uma mão amiga para essa comunidade que tanto precisa”, ressaltou o governador Gladson Cameli.

“Agradeço a Deus, aos nossos servidores, a toda equipe da Fundação Hospitalar, a equipe governamental”, comenta o governador Gladson Cameli. Foto: Marcos Vicentti/Secom

Os atendimentos foram realizados neste sábado, 25, na Escola Flaviano Flávio Batista, em Rio Branco, localizada na região da Baixada da Sobral e contou com os serviços de ortopedia, clínica-geral, endocrinologia, geriatria, regulação de exames e consultas, regulação da Central de Agendamento Cirúrgico (CAC), fisioterapia, laboratório, vigilância e pré-consulta.

Atendimentos foram realizados neste sábado, 25, na Escola Flaviano Flávio Batista. Foto: Marcos Vicentti/Secom

“Nós estamos seguindo a orientação do governador Gladson Cameli de levar as entidades de governo para próximo da comunidade. Estamos no fechamento das atividades do ano, do Fundhacre na Comunidade, ampliando os serviços de saúde a todos”, afirmou o presidente da Fundhacre, João Paulo.

“Estamos ampliando os serviços de saúde a todos”, afirmou o presidente da Fundhacre, João Paulo. Foto: Marcos Vicentti/Secom

As edições já ocorreram em Plácido de Castro, Porto Acre, Bujari, Xapuri, Senador Guiomard e Rio Branco. A ação itinerante Fundhacre na Comunidade começou a ser desenvolvida em dezembro de 2021 em Vila Campinas, no município de Plácido de Castro, com atendimentos de pediatria.

Ao todo foram mais de mil atendimentos, na ação da Baixada da Sobral. Com a 9ª edição, o Fundhacre na Comunidade contabiliza mais de 9 mil atendimentos á população acreana.

Equipe do Fundhacre na Comunidade durante o acolhimento às crianças. Foto: Marcos Vicentti/Secom

“Para nós da equipe de governo é um motivo de muita alegria que, por meio desse programa e toda equipe de saúde da Fundação Hospitalar, a gente vê que aproxima todos os serviços à comunidade. Cada vez mais é o governo do Estado cuidando das pessoas, olhando para aquelas pessoas que mais precisam”, salientou o secretário de governo, Alysson Bestene.

“Essa ação é o governo do Estado cuidando das pessoas, olhando para aquelas pessoas que mais precisam”, salientou o secretário de governo, Alysson Bestene. Foto: Anderson Oliveira/Segov

Uma ação que facilita o acesso a população

“É a primeira vez que participo, de um evento assim, agendei uma consulta na Fundação, com queixas de dor de cabeça, e estava esperando para ser chamada. Hoje estou aqui para conseguir uma consulta mais rápida e buscar informações. Essa iniciativa é uma oportunidade a mais para as pessoas que não tem acesso à saúde”, comenta a paciente, Fraceiude Ribeiro, 47, moradora do bairro da pista.

Acolhimento humanizado é um dos principais focos do Programa Fundhacre na Comunidade. Foto: Marcos Vicentti/ Secom

“Foi um bom atendimento. Faz três anos que a minha mãe não participava do atendimento de geriatria. Gostei muito, a Dra Milagros atendeu ela muito bem, gostamos muito, agora vamos dar continuidade, agradeço muito, que permaneça esse tipo de ação, estou feliz e agradeço ao governo”, disse Antônia Marli Costa, cuidadora que esteve acompanhando a mãe no atendimento.

Antônia Marli Costa, esteve acompanhando a mãe no atendimento de geriatra. Foto: Marcos Vicentti/Secom

“Eu vim para fazer um eletrocardiograma, essa é uma iniciativa muito importante. Pois para conseguir marcar um exame hoje em dia é mais demorado, tem que madrugar. E aqui o acesso é mais facilitado e rápido e ele não precisa se locomover muito para ter acesso aos médicos”, comenta Antônio de Sousa, 43 anos, residente da baixada.

“Esse evento é maravilhoso, porque faz tempo que marquei o exame no posto, eu não tenho condições de pagar na particular. Estava esperando ser chamada. Já aqui o atendimento é mais rápido, assim irei conseguir fazer o exame que a meses estava esperando”, ressalta Erica Rego Paixão, cozinheira, 44 anos, residente do bairro Sobral.

Compartilhe:

spot_img

Notícias relacionadas :

spot_img
spot_img

NÃO DEIXE DE LER

spot_img

VEJA O QUE ACONTECE NO BRASIL E NO MUNDO