sábado, 25 maio 2024 - 3:35
spot_img

Índice de roubos chega a dois casos por hora no Acre, mostram dados do MP

De acordo com o Informativo Regional, produzido pelo Núcleo de Apoio Técnico (NAT) do Ministério Público Estadual, os roubos caíram 13% em 2023 em relação a 2022, mas ainda somaram 3.450 ocorrências nas delegacias do Acre.

Em 2022, foram 3.965 roubos informados à polícia.

São mais de nove roubos ao dia no ano passado e quase três casos levados ao conhecimento das autoridades a cada hora.

No plano nacional e proporcionalmente a sua população, o Acre é o décimo primeiro em roubos, com 586,6 ocorrências a cada grupo de 100 mil habitantes. Em 2021, essa relação era de 719,7/100.000 pessoas no Acre.

O ranking nacional é liderado pelo Amapá (1.375,6 casos/100.000 hab) e o último é Santa Catarina (104,9/100 ml hab).

Os latrocínios também caíram no Acre. Em 2023, de acordo com o Informativo Regional do NAT, foram registradas quatro ocorrências dessa natureza, redução de 33,3% em comparação a 2022 (6). Latrocínio, explica a Wikipedia, é um crime tipo penal, em alguns sistemas jurídicos, derivado do crime de roubo — o crime-fim —, em que o homicídio é o crime-meio, ou seja, mata-se para roubar.

“Para proceder com a avaliação dos índices de violência e criminalidade de cada Regional Integrada de Segurança Pública do Estado, foram dispostos no informativo um conjunto de indicadores que o Observatório de Análise Criminal do Núcleo de Apoio Técnico do MPAC julga serem viáveis para avaliar se o comportamento da criminalidade apresenta níveis incompatíveis com o de tolerância analítica e social”, esclarece o NAT.

Compartilhe:

spot_img

Notícias relacionadas :

spot_img
spot_img

NÃO DEIXE DE LER

VEJA O QUE ACONTECE NO BRASIL E NO MUNDO