sexta-feira, 23 fevereiro 2024 - 19:19
spot_img

Junta Comercial apresenta resultados positivos no setor empresarial do Acre

A economia não está sob a responsabilidade de um único agente, mas de vários, e por saber disso a Junta Comercial do Acre (Juceac) ampliou a rede de parceiros e mobilizou os agentes públicos para que o Estado pudesse mostrar resultados positivos no setor empresarial, principalmente com a expansão de emprego e renda.

Junta Comercial do Acre completa 60 anos, com um quadro de pessoal com mais de 50 servidores. Foto: Victor Machado/Junta Comercial

Em 2023, a Juceac contabilizou progressos, principalmente na melhora de prestação de serviços aos cidadãos que pretendem empreender. Isso se deu por causa das decisões no ambiente administrativo, como os processos 100% digitais em registro de empresas, autenticação de escrituração contábil, emissão de certidões, matrícula e fiscalização dos agentes auxiliares do comércio.

Diante disso, parceiros como a Prefeitura de Rio Branco e o Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas (Sebrae) estiveram envolvidos nas etapas para a viabilidade automática de endereço, que funciona como um sistema automatizado de busca de endereços, por meio da parametrização com base no código de postura ou plano diretor dos municípios.

Presidente Nayara Honorato atua na Junta Comercial há seis anos. Foto: Victor Machado/Junta Comercial

Presidente da Junta Comercial, Nayara Honorato, destacou: “Olhamos para trás e vemos um legado de inovações e parcerias sólidas. Sou grata pelo empenho de todos os servidores, parceiros e, principalmente, ao governador Gladson Cameli, que tanto acreditou que poderíamos alcançar bons resultados para fortalecer o ambiente de negócios no Acre”.

Além disso, a Junta Comercial registrou o menor tempo de abertura de empresas do estado, se comparado aos dados anteriores; o Acre o Acre saiu do 18º para 6º lugar no ranking nacional. A instituição alcançou metas e objetivos, que foram destacados no aniversário de 60 anos, sendo o principal o registro hábil nos negócios, pois antes, eram 120 dias para abrir uma empresa no Acre, agora, com toda a documentação correta, esse tempo chega a 18 horas.

Com ações de treinamento e capacitação, a Junta Comercial e parceiros reuniram representantes de 20 municípios e ofereceram palestras, mesas-redondas e workshops que contribuíram para o aprimoramento dos colaboradores que usam o sistema integrador da Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (Redesim).

A Redesim conectada trabalha como rede integrada e pretende gerar agilidade aos processos, padronização dos procedimentos, aumento da transparência, redução dos custos de prazos e a otimização dos prazos para abertura de empresas.

Subcomitê gestor da Redesim. Foto: Victor Machado/Junta Comercial

A Redesim e demais parceiros  estimulam um ambiente de negócios, sobretudo nos municípios do interior do estado, além de difundir melhores práticas de desburocratização e simplificação do processo de abertura de empresas.

Anderson Santos (em pé): “Agilidade e redução da percepção negativa quanto à burocracia no ambiente público”. Foto: Victor Machado/Junta Comercial

Na gestão atual, os agentes públicos da Junta Comercial, que participam da Federação Nacional das Juntas Comerciais, propuseram estratégias e assinaram termos de cooperação técnica que auxiliaram nas demandas decorrentes de relações de consumo.

Compartilhe:

spot_img

Notícias relacionadas :

spot_img
spot_img
spot_img

NÃO DEIXE DE LER

spot_img

VEJA O QUE ACONTECE NO BRASIL E NO MUNDO