terça-feira, 23 julho 2024

MapBiomas aponta Acre entre os três estados que mais reduziram o desmatamento em 2023

O Acre é apontado como o terceiro estado que mais reduziu o desmatamento em 2023, em comparação com o ano anterior, com 69% de queda. O dado é do Relatório Anual de Desmatamento no Brasil (RAD), lançado nesta terça-feira, 28, em Brasília, pelo MapBiomas.

MapBiomas aponta Acre entre os três estados que mais reduziram o desmatamento em 2023. Foto: Alexandre Cruz-Noronha/Sema.

Segundo o levantamento, a região Amacro registrou uma queda de 73% no desmatamento, quando comparado a 2022. A Amacro é o encontro geográfico entre áreas do Acre, Amazonas e Rondônia, que possuem a maior pressão por desmatamento. Resultados positivos como este são fruto do grande empenho do Estado contra os crimes ambientais.

“A redução do desmatamento é um dos resultados das políticas acertadas de combate aos crimes ambientais, sob o comando do governador Gladson Cameli. Seguimos avançando, com a união dos órgãos do Comando e Controle Ambiental. Este ano as medidas de prevenção às queimadas e ao desmatamento serão intensificadas para melhorarmos ainda mais os índices ambientais”, destaca a secretária do Meio Ambiente, Julie Messias.

O Acre, por meio da Sema e demais órgãos que fazem parte da agenda ambiental, tem se fortalecido e atuado com protagonismo no combate e controle do desmatamento e queimadas. Dentre as ações específicas estão a atualização do Plano de Prevenção, Controle do Desmatamento e Queimadas do Estado do Acre (PPCDQ-AC), a liberação de R$ 97,8 milhões do Fundo Amazônia pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Além disso, foi criada a Rede de Governança Ambiental, por meio de decreto, que une os Municípios do estado, por meio das suas secretarias municipais de Meio Ambiente, à Força-Tarefa Pela Proteção Ambiental, uma união entre os órgãos de Segurança, com reuniões semanais no Centro Integrado de Geoprocessamento e Monitoramento Ambiental (Cigma), entre outras ações.

A área aberta no último ano representa apenas 1,6% da área de vegetação nativa desmatada no Brasil e 0,2% do território estadual. Em área, o MapBiomas identificou o desmate de 28.707 hectares em 2023, enquanto em 2022 foram 92.677 hectares.

No ranking dos estados que tiveram maior redução do desmatamento, o primeiro lugar é do Paraná (70,7%), seguido por Rondônia (70,1%), Acre (69%), Rio de Janeiro (68,6%) e Santa Catarina (68,4%). O estudo completo traz a lista de todos os estados brasileiros.

Conforme o coordenador-geral do MapBiomas, Tasso Azevedo, esta é a maior radiografia que já se fez sobre desmatamento, não só no Brasil, mas em qualquer país do mundo. Além disso, toda a base de dados coletada e analisada para a confecção dos relatórios está disponível ao público.

O Projeto Mapeamento Anual do Uso e Cobertura da Terra no Brasil (MapBiomas) é uma iniciativa multi-institucional envolvendo universidades, ONGs e empresas de tecnologia que se uniram para contribuir com o entendimento das transformações do território brasileiro a partir do mapeamento anual da cobertura e uso do solo no Brasil.

O relatório está disponível na íntegra clicando aqui.

Notícias relacionadas :

spot_img

NÃO DEIXE DE LER