quinta-feira, 29 fevereiro 2024 - 2:58
spot_img

MP e GAECO fazem busca contra acusados de vender lotes de invasão no Irineu Serra

O Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), juntamente com a Polícia Militar, cumpriu nesta sexta-feira, 16, mandados de busca e apreensão em desfavor de duas pessoas acusadas de comercializarem lotes de terra em uma área de invasão, em Rio Branco.

Durante a ação, foram apreendidos uma quantia em dinheiro somando mais de 15 mil reais e aparelhos celulares utilizados pelos investigados.

Conforme levantamento feito com suporte do Núcleo de Apoio Técnico (NAT) do MPAC, a área de terra localizada no bairro Irineu Serra, onde será construído um Centro Administrativo do Estado, vem sofrendo invasões, e denúncias apontaram que os responsáveis por negociar os lotes pertencem a uma organização criminosa com forte presença no estado.

Durante investigações feitas no local, um dos investigados teria apresentado como a pessoa que passa as orientações de como obter um lote de terra na invasão, cobrando o pagamento de R$ 200,00 referente a limpeza do terreno, e R$ 50,00 para a ligação da energia.

Já o segundo alvo da operação é um empresário, dono de uma loja onde os materiais para construção das casas poderiam ser adquiridos pelo valor de R$ 2,7 mil. Foi informado por ele, não haver problemas com a segurança na área de invasão, já que naquela região seria proibido roubar.

Os fatos que surgiram durante as investigações foram de encontro à afirmação de que a invasão tem ligação com organização criminosa. Os levantamentos permitiram a expedição de mandado de busca e apreensão domiciliar, pessoal e veicular e autorização ao acesso a aparelhos eletrônicos dos investigados.

 

Assessoria de Comunicação

Compartilhe:

spot_img

Notícias relacionadas :

spot_img
spot_img

NÃO DEIXE DE LER

spot_img

VEJA O QUE ACONTECE NO BRASIL E NO MUNDO