domingo, 14 julho 2024

MPAC realiza reunião trinacional para discutir o combate a crimes transfronteiriços

O Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) realizou nesta terça-feira, 5, em Assis Brasil, a 1ª Reunião Trinacional para discutir a cooperação no combate a crimes transfronteiriços. O encontro ocorreu no Fórum do município e contou com a participação de integrantes do Ministério Público, Poder Judiciário, Poder Executivo representantes das forças policiais que atuam na fronteira do Brasil, Peru e Bolívia.

A reunião promoveu debates com temáticas voltadas ao combate ao crime organizado e delitos como tráfico de drogas, tráfico de pessoas e contrabando. Os debates foram divididos em cinco painéis temáticos, que abordam respectivamente os desafios do Poder Executivo nos municípios de divisa, questões sobre fiscalização nas fronteiras, diálogo cooperativo entre o Poder Judiciário, diálogo cooperativo entre Segurança Pública e diálogo cooperativo entre Ministério Público.

“A reunião demonstra que todos nós do Brasil, Peru e Bolívia estamos unidos no único propósito de enfrentar o crime na região de fronteira. Este diálogo é de extrema importância, uma vez que dele emergem as bases para a definição de estratégias de atuação e o aprimoramento da cooperação entre os três países. Os tópicos mais cruciais estão associados ao combate ao crime organizado, ao tráfico de drogas, ao tráfico de pessoas, aos crimes ambientais, à migração ilegal e a outros delitos, temas muito relevantes e de interesse compartilhado pelos três países”, disse o procurador-geral de Justiça do MPAC, Danilo Lovisaro do Nascimento.

Os diálogos foram mediados pelo juiz de Direito Clóvis Lodi, que representou o Poder Judiciário do Acre. “Estamos aqui com autoridades para uma primeira reunião para tratar de temas bastante sensíveis. Essa é uma demonstração do interesse em debater esses assuntos, ouvir demandas, trocar experiências e sair daqui mais fortalecidos. O encontro demonstra a importância da cooperação, somos vizinhos e devemos estreitar nossos laços”, disse o magistrado.

Para o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública do Acre, coronel José Américo Gaia, a reunião foi uma oportunidade para trocar experiências de atuação para buscar o fortalecimento da segurança na região de fronteira. “Movimentos como esses fortalecem a segurança pública do estado e do país. Fazendo um trabalho bem integrado teremos com certeza uma resposta muito mais eficaz no combate aos crimes de fronteira”, disse.

Dentre as autoridades do Peru e Bolívia estiveram o presidente da Junta de Fiscais Superiores do Distrito de Madre de Dios, Pedro Chullo; o presidente da Corte Superior de Justiça de Madre de Dios, Adolfo Nicolás Cayra; o fiscal departamental de Pando, Marcos Renato Peñaranda; o presidente do Tribunal Departamental de Justiça de Pando, Diego Saucedo. Em suas falas as autoridades parabenizaram a inciativa da reunião, destacando a importância da colaboração entre os três países e colocaram-se à disposição para sediar próximos encontros trinacionais.

“Estamos muito contentes em participar, depois de muitos anos, de uma reunião para podermos falar sobre temas tão importantes para os três países. Encontros como estes fortalecem a convivência e nos unem em uma grande fraternidade. Anuncio que o próximo encontro será realizado no Peru, na cidade de Puerto Maldonado, no próximo dia 20 de outubro”, destacou Pedro Chullo.

Pelo MPAC, também estiveram presentes o procurador-geral adjunto para Assuntos Jurídicos, Celso Jerônimo de Souza; o coordenador do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), promotor de Justiça Bernardo Albano; a coordenadora adjunta do Gaeco, promotora de Justiça Marcela Cristina Ozório; os promotores de Justiça Thiago Salomão e Eduardo Faria; além da promotora de Justiça Pauliane Mezabarba, que esteve à frente da articulação da reunião junto às autoridades dos outros países.

Participaram ainda das discussões, a juíza Joelma Ribeiro, o prefeito de Assis Brasil, Jerry Correia Marinho; a prefeita de Brasileia, Fernanda Assem; o delegado da Polícia Federal de Epitaciolândia, Eduardo Alves de Queiroz; o representante do inspetor chefe da Receita Federal em Assis Brasil, auditor Claudenir Franklin da Silveira, o inspetor chefe da Receita Federal em Assis Brasil, Altair Pereira, além de demais representantes de órgãos que atuam na região da tríplice fronteira entre Brasil, Peru e Bolívia.

O evento foi uma reunião preparatória para a realizado do 4º Encontro Trinacional, que ocorrerá na cidade de Puerto Maldonado, no dia 20 de outubro.

Texto: Hudson Castelo
Foto: Tiago Teles
Agência de Notícias do MPAC

spot_img

Notícias relacionadas :

NÃO DEIXE DE LER

VEJA O QUE ACONTECE NO BRASIL E NO MUNDO