sábado, 25 maio 2024 - 15:57
spot_img

Música que vem dos rios Breu, Purus e Gregório é mostrada ao mundo como resistência indígena

Foto: Evan Grant Novis

Paká e Rorá vêm das Terras Indígenas do município de Tarauacá (norte do Acre), às margens do Rio Gregório. São Txanás do Povo Noke Koî, mais uma nação indígena que conseguiu sobreviver ao Ciclo da Borracha na Amazônia Brasileira, cuja língua, atividades tradicionais culturais e religiosas foram preservadas, apesar dos anos de submissão aos brancos.

Os Noke Koî (autodenominação, significa gente verdadeira), foram denominados pelos brancos e são conhecidos entre nós como Katukina (mosquito que passa doença).

A música sempre teve e tem até hoje presença definitiva nos rezos sagrados dos pajés e dos cantos de costume. O canto traz cura, proteção, paz, saúde e alegria e eles resistem com os cantos dos antigos e dos jovens.

E Paká e Rorá são Txanás, ou, “guardiões dos cantos sagrados”, jovens compositores de música na língua tradicional, com interferência/inserção da música contemporânea e de músicas de outras aldeias.

Txaná Paká, cacique da aldeia Timbaúba, já se apresentou em vários lugares do Brasil e do mundo, tem suas músicas lançadas anteriormente nas plataformas de streaming e se apresenta com Rorá, sua companheira, no Festival Aquiri –  Cantos e Baques da Floresta.

Além da parceria com os Noke Koî, o Baquemirim trabalha em cooperação com o Povo Huni Kuin, também sobrevivente na Amazônia Brasileira e que, como os demais povos originários, têm a música, a dança e a pintura corporal como parte da vida cotidiana.

Foto: Evan Grant Novis

Os Txanás Huni Kuin participam regularmente de Oficinas de Música promovidas pelo Baquemirim, no Espaço Kaxinawá, no Centro da Cidade. São indígenas em contexto urbano – Bismani Huni Kuin/ Ireuda Sereno, Mukami Xana Banani/ Noélia Calisto, Kêa Raupixtou/ Laécio Calisto, Sian Pxana Rueibixati/ Jerleson Calisto e Txanu Huni Kuin, distantes de suas terras de origem, rio Breu em Thaumaturgo e Alto Purus em Santa Rosa, que participam do Festival Aquiri – Cantos e Baques da floresta.

Compartilhe:

spot_img

Notícias relacionadas :

spot_img
spot_img

NÃO DEIXE DE LER

VEJA O QUE ACONTECE NO BRASIL E NO MUNDO