sexta-feira, 1 março 2024 - 19:32
spot_img

Patrocinadas pelo governo, lideranças femininas do Acre protagonizam agendas na COP27

A socióloga e chefe da Divisão de Áreas Protegidas da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e de Políticas Indígenas (Semapi), Mirna Caniso, é uma das dez mulheres painelistas que compõe a comitiva acreana de mulheres para participar da 27ª Conferência do Clima, a (COP-27), promovida pela Organização das Nações Unidas (ONU). Este ano, a Conferência teve início no domingo, 6, na cidade de Sharm el-Sheikh, no Egito.

A gestora explica que está muito feliz em participar do evento, principalmente, em razão da mulher ter um olhar mais inclusivo no âmbito social.

“Nós mulheres pensamos numa justiça climática que esteja ao alcance de todos. As apresentações que vimos até agora são apresentações muito interessantes, não somente pelo aspecto técnico e político, mas pelo aspecto da inclusão. Nós que estamos participando desse evento, representamos todo um grupo que está no Acre, que passa a ser uma representação ativa”.

Mirna parabenizou ainda o governo do Estado, por meio da Secretaria de Meio Ambiente, pela iniciativa em trazer à COP27 várias mulheres que são gestoras no Estado.

Francisca Arara que é gestora do Instituto de Mudanças Climáticas do Acre (IMC) destaca que as mulheres fazem um trabalho de resultado no combate ao desmatamento, às diferenças sociais e, em especial, aos povos da floresta. Francisca possui mais de 16 anos à frente de organizações indígenas e não indígenas e é membro titular do Projeto Florestas+ do Ministério do Meio Ambiente.

“Me sinto honrada em juntamente com outras mulheres acreanas participar das atividades da COP27. Agradecemos o olhar sensível do governo do Estado em nos deixar ser porta-voz em diversas ações importantes para o Acre. Estamos aqui hoje, porque queremos que as políticas públicas cheguem aos povos originários. Temos participado de vários diálogos e vamos apresentar as experiências do Acre com pessoas do mundo inteiro com objetivo de obter melhorias para a nossa gente”.

Outra painelista feminina na COP27 é a secretária de Estado de Meio Ambiente Paola Daniel. A gestora explica que é uma satisfação enorme participar da Conferência, onde todos buscam soluções para as mudanças climáticas.

“Nessa COP trouxemos a apresentação do planejamento estratégico dos próximos 10 anos para desenvolvimento do Acre. O Acre tem cerca de 13 milhões de hectares, onde temos um passivo ambiental muito grande. É projeto do Estado recuperar essas áreas. Temos falado dos nossos desafios e onde ainda podemos avançar mais. E como mulher é uma experiência muito enriquecedora, pois o Estado tem nos colocado em vários papeis de destaque”, enfatizou Paola.

Sobre a COP27

A COP27, organizada pelas Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (UNFCCC), é um evento anual realizado desde 1995. A conferência de duas semanas reúne diversos líderes mundiais, especialistas científicos, membros da sociedade civil e representantes para identificar soluções para a crise climática e facilitar suas implementações. A COP27 já é um dos maiores eventos pois reúne cerca de 35 mil participações.

Agência de Notícias do Acre

Compartilhe:

spot_img

Notícias relacionadas :

spot_img
spot_img

NÃO DEIXE DE LER

spot_img

VEJA O QUE ACONTECE NO BRASIL E NO MUNDO