domingo, 14 julho 2024

Polícia Civil do Acre participa de encontro nacional sobre desaparecimentos

A Polícia Civil do Acre (PCAC), representada pelo delegado Roberth Alencar, coordenador da Delegacia de Polícia Interestadual (Polinter), participou, nesta segunda e terça-feira, 4 e 5, da 6ª Reunião da Autoridades Centrais e 1º Encontro Técnico da Polícia Nacional de Busca de Pessoas Desaparecidas, realizados em Brasília (DF), no Ministério da Justiça e Segurança Pública.

A participação ativa da Polícia Civil do Acre no encontro nacional destaca o compromisso das autoridades locais em contribuir para o desenvolvimento de estratégias mais eficazes na busca de pessoas desaparecidas. Foto: cedida

Um dos destaques do evento foi o lançamento do “Caderno temático de referência: fundamentos da busca de pessoas desaparecidas e investigação de desaparecimento de pessoas”. Esse documento inédito será a principal fonte oficial sobre o tema, abordando doutrinas específicas, conceitos, princípios diretivos e propostas de métodos investigativos.

A 6ª Reunião de Autoridades Centrais Estaduais contou com a presença de delegados, papiloscopistas e outros profissionais envolvidos na investigação de desaparecimentos. Durante o encontro, estratégias de articulação em âmbito estadual e nacional foram discutidas, visando otimizar esforços na resolução desses casos.

A 6ª Reunião de Autoridades Centrais Estaduais contou com a presença de delegados, papiloscopistas e outros profissionais envolvidos na investigação de desaparecimentos. Foto: cedida

De acordo com o delegado Roberth Alencar, no evento foram abordados temas como o fluxo de busca, apuração das ocorrências e depuração do passivo de inquéritos. “Esse evento desempenha um papel decisivo na formulação de novas diretrizes para a abordagem e resolução de casos de desaparecimento”, informou.

O Brasil enfrenta um desafio significativo, com 61.873 desaparecimentos registrados apenas este ano. No entanto, há também uma nota positiva, com 38.475 pessoas sendo localizadas no mesmo período. Esses números sublinham a importância de iniciativas como o encontro em Brasília, que buscam aprimorar as técnicas investigativas e promover uma abordagem coordenada para lidar com essa questão complexa.

Além do lançamento do Caderno Temático de Referência, o evento incluiu um miniworkshop com técnicas de entrevista no contexto da investigação de desaparecimento de pessoas, bem como a coleta de informações e mapeamento das principais demandas para as delegacias especializadas. Essas práticas visam capacitar os profissionais a lidar eficientemente com casos delicados, promovendo a rápida resolução e localização das pessoas desaparecidas.

spot_img

Notícias relacionadas :

NÃO DEIXE DE LER

VEJA O QUE ACONTECE NO BRASIL E NO MUNDO