sábado, 20 julho 2024

Policial penal que matou picolezeiro a tiros é condenado a 12 anos de prisão

A Justiça acreana condenou a 12 anos de prisão, o policial penal Alessandro Rosas Lopes, acusado de matar o picolezeiro Gilcimar Silva Honorato, de 38 anos, com dois tiros no peito no dia 12 de dezembro de 2020, em um bar na rua Euclides da Cunha, no bairro Esperança, em Rio Branco.

A sentença foi proferida pelo Conselho de Sentença da 2ª Vara do Tribunal do Júri e Auditoria Militar, que tem como titular o juiz Alesson Braz. Segundo testemunhas, no dia do crime, o agente, que estava ingerindo bebida alcoólica teve um desentendimento com Horonato.

Após uma discussão, Lopes sacou a arma e baleou o picolezeiro que ainda tentou fugir, mas foi a óbito no local. Gilcimar ainda desferiu um golpe de faca contra o ombro de Alessandro.

O policial penal não poderá recorrer da sentença em liberdade, tendo que cumprir a condenação em regime fechado.

spot_img

Notícias relacionadas :

spot_img

NÃO DEIXE DE LER

VEJA O QUE ACONTECE NO BRASIL E NO MUNDO