quarta-feira, 17 julho 2024

Prefeitura decreta situação de emergência devido a forte estiagem que atinge a capital

O prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, assinou nesta quarta-feira (27), o decreto que instaura situação de emergência nas áreas do município afetadas pela forte estiagem que assola a capital, o que causa um período de escassez prolongada no abastecimento de água.
A medida se deu pela urgência agravada pelos baixos índices pluviométricos indicando estiagem mais crítica e prolongada, diminuição do nível dos rios e baixa umidade do ar.

Segundo prefeito de Rio Branco, esse decreto reforça o compromisso da gestão com a população acreana em agir preventivamente diante desta situação. O gestor ainda ressaltou que a água é um problema antigo enfrentado pelos munícipes, mas garantiu que a prefeitura está em busca de uma solução definitiva.

“Esse decreto é exatamente mostrando que nós temos a responsabilidade e, principalmente, a vontade de resolver o problema da água de Rio Branco. O decreto vai facilitar para que o Saerb contrate a Ufac e a UnB para fazer um grande estudo e contratar uma empresa para perfurar dois poços de pesquisa acompanhado pelas duas universidades, dois poços de 800 metros para sabermos onde tem água em Rio Branco, um no Primeiro Distrito e outro no Segundo. Não adianta dizer que tem água, mas ninguém perfura, nunca ninguém fez isso e nós vamos fazer”.

Além disso, o diretor de Riscos e Desastres da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (Comdec), capitão Lopes, destacou que antes mesmo da assinatura do decreto a gestão não parou, no sentido de estar amenizando os impactos da estiagem na capital.

“No momento a Defesa Civil já trabalha com um planejamento e já atua no abastecimento das comunidades devido essa forte estiagem que já afeta a nossa cidade de Rio Branco fazendo o abastecimento diariamente”.

spot_img

Notícias relacionadas :

NÃO DEIXE DE LER

VEJA O QUE ACONTECE NO BRASIL E NO MUNDO