sexta-feira, 1 março 2024 - 20:26
spot_img

Presidente do Sindmed-AC pedirá a cassação de Alan Rick por quebra de decoro: “dissemina ódio”

 

O Sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed-AC) acionou o setor jurídico da entidade para formalizar junto ao Conselho de Ética do Senado Federal um pedido de cassação do mandato de Alan Rick por quebra de decoro. O parlamentar usou a tribuna do Legislativo, na terça-feira, 13, para acusar médicos de realizarem “boicote” para impedir que formados em Medicina no exterior participem do Programa Mais Médicos.

Para o presidente do Sindmed-AC, Guilherme Pulici, o ataque desferido pelo senador é ofensivo, propaga ódio e traz a tona rancor por parte do político que usa uma suposta conspiração para atacar os profissionais de saúde. Uma cópia do vídeo do discurso será encaminhada para o Conselho Regional de Medicina (CRM), para a Federação Médica Brasileira (FMB) e para a Procuradoria Geral da República (PGR).

“Encaminhamos cópia do pronunciamento do senador Alan Rick para nosso jurídico para formalização do pedido de cassação. Ele traz a desinformação, dissemina ódio e tenta enganar os formados no exterior com promessas para obter capital político”, acusou o representante dos médicos no Acre.

Guilherme Pulici explicou que todas as medidas serão adotadas contra Alan Rick.

“Este senhor terá que responder na Justiça por todas as acusações e jogos de desinformação, manipulação de dados e a produção de narrativas pelo único prazer de jogar os médicos formados no exterior contra aqueles que já atuam”, afirmou o sindicalista.

No discurso de ódio, Alan Rick afirma possuir cópias de conversas em grupos que comprovariam a participação até de CRMs na tentativa de impedir a escolha de formados no exterior pelo Programa Mais Médicos.

“E as informações que chegam é que realmente é uma prática costumeira propagada pelos conselhos para retirar as vagas dos médicos brasileiros formados no exterior. Recebi inúmeros prints de grupos de conversas com médicos, daqui do Brasil, dizendo que se inscreveram, mas não assumiriam as vagas, dizendo-se interessados apenas em suprimir, em impedir a ocupação das vagas por brasileiros formados no exterior”, fala o senador.

Para Guilherme Pulici, o parlamentar joga na lama a política ao tentar tirar a culpa da incompetência dos governos que deixaram de investir de forma apropriada no Sistema Único de Saúde (SUS), deixando hospitais sucateados.

“O senador demonstra ignorância pois nossa entidade sempre reclamou da falta de estrutura nos hospitais e demais unidades de saúde. Fizemos diversas greves para buscar uma carreira mais atrativa, enquanto este mesmo político fretava um jatinho para buscar atendimento particular, custeado pelo Congresso Nacional”, finalizou o presidente do Sindmed-AC.

Compartilhe:

spot_img

Notícias relacionadas :

spot_img
spot_img

NÃO DEIXE DE LER

spot_img

VEJA O QUE ACONTECE NO BRASIL E NO MUNDO