segunda-feira, 15 abril 2024 - 14:44
spot_img

Alto Acre encerra ações dos 21 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra a Mulher

A Secretaria de Estado da Mulher (Semulher), por meio do Centro Especializado em Atendimento à Mulher (Ceam) Alto Acre, deu continuidade às atividades dos 21 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres em Brasileia.

Ao longo da última semana, foram realizadas ações no município, com o intuito de conscientizar a população sobre os diferentes tipos de agressão contra as mulheres e propor medidas de prevenção e combate à violência.

O Ceam Alto Acre realizou uma roda de conversa com as mulheres da Casa de Passagem dos Imigrantes. Foto: Geisiane Rolim/Ceam Alto Acre

Na segunda-feira, 4, o Ceam Alto Acre realizou uma roda de conversa com as mulheres da Casa de Passagem dos Imigrantes, muitas em situação de vulnerabilidade, principalmente devido à condição de estar em fluxo migratório.

“Por se tratar de mulheres de outros países, que vivenciam outra realidade, com leis diferentes das brasileiras, este trabalho é de extrema importância, para que elas conheçam seus direitos e a lei que protege contra a violência doméstica no nosso país”, explicou a coordenadora da instituição, Geisiane Rolim.

Já na terça-feira, 5, o Ceam realizou roda de conversa com profissionais da Unidade Básica de Saúde Tufic Misael Saad. “Abordamos os tipos de violência, como identificá-los e, principalmente, como devem ser encaminhados”, informou a coordenadora.

Na quinta-feira, 7, a equipe realizou o fortalecimento da Rede de Atendimento à Mulher em Brasileia. Foto: Geisiane Rolim/Ceam Alto Acre

Na quinta-feira, 7, a equipe realizou o fortalecimento da Rede de Atendimento à Mulher em Brasileia. “Dialogamos sobre a importância da Rede e o quanto ela é fundamental no combate e na prevenção da violência, como também na assistência às mulheres vítimas”, relatou Geisiane, acrescentando que, na ocasião, foram discutidas as ações da Semulher. “Abordamos as várias campanhas desenvolvidas em nossa secretaria, levando para as mulheres do interior todo o trabalho realizado na capital”, disse.

Compartilhe:

spot_img

Notícias relacionadas :

spot_img
spot_img

NÃO DEIXE DE LER

spot_img

VEJA O QUE ACONTECE NO BRASIL E NO MUNDO