sábado, 2 março 2024 - 2:20
spot_img

Após repasse de 2,4 milhões para as empresas de transporte coletivo. Auto Viação Floresta abandona serviços e Bocalom decreta situação de emergência.

Em uma reunião convocada às pressas no início da tarde desta segunda-feira (20), o prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, anunciou decreto de emergência no sistema de transporte público, após empresa de transporte coletivo comunicar desistência dos serviços prestados na Capital. No mês de setembro deste ano, as empresas receberam um repasse no valor de R$2,4 milhões aprovado pela Câmara Municipal de Rio Branco.

Bocalom revelou que através de um ofício jurídico 066/2021, encaminhado no dia 16 de dezembro, a empresa Auto Viação Floresta comunicou a RBTrans a interrupção dos serviços prestados a partir desta segunda-feira (20), o que causa uma grande prejuízo aos usuários que dependem das linhas Amapá, Seis de Agosto, Belo Jardim I e II, Irineu Serra, Bahia, Carandá, Cabreúva, Aeroporto Velho, Floresta e Wanderley Dantas.

Segundo Tião Bocalom, todos nós somos sabedores da situação de calamidade que está o transporte coletivo em Rio Branco, infelizmente é algo que vem de há muito tempo, onde outras gestões não tomaram as providências devidas, com frotas que tem em média 10 anos, quando na realidade deveriam ter em média de 05 anos.

“Fomos devagarzinho, trabalhando, discutindo, conversando com as empresas, mas chega a um ponto que não dar mais. Não é justo, hoje com o faturamente que as empresas tem, elas continuarem colocando tantas dificuldades pra poder prestar um bom serviço”, disse.

O prefeito disse ainda que, futuramente novas empresas deverão ser contratadas.

Por Gilberto Serato, Do Portal FNA

Compartilhe:

spot_img

Notícias relacionadas :

spot_img
spot_img

NÃO DEIXE DE LER

spot_img

VEJA O QUE ACONTECE NO BRASIL E NO MUNDO