sábado, 25 maio 2024 - 3:10
spot_img

Casos de dengue triplicaram neste ano; veja os sintomas e como evitar

A dengue é uma arbovirose perigosa e recorrente em diversas regiões do Brasil, está causando um forte aumento no número de casos neste começo de 2024, segundo o Ministério da Saúde.

Até 30 de janeiro, foram registrados 217.481 casos, um aumento de 233% em comparação com o mesmo período no ano passado.

A atribuição do aumento a uma combinação de fatores, incluindo a volta eminente dos sorotipos 3 e 4 do vírus da dengue, e as alterações climáticas (combinação de calor excessivo com as chuvas intensas) provocadas pelas manifestações do El Niño.

Isso porque as altas temperaturas e as intensas precipitações são propícias ao desenvolvimento do mosquito Aedes aegypti principal vetor de transmissão da dengue.

Entendendo a doença

A dengue acabou acontecendo como uma arbovirose, o que significa uma doença transmitida por um artrópode.

É um vírus transportado pela fêmea do mosquito Aedes aegypti, expondo-se principalmente à ação desses mosquitos infectados, no qual o vírus possui quatro variedades DENV-1, DENV-2, DENV-3 e DENV-4, cada um podendo desencadear diferentes formas da doença.

A dengue é um risco para todas as idades, embora o Ministério da Saúde revele que pessoas mais idosas e que têm doenças, como diabetes e hipertensão, podem sofrer complicações graves que podem levar à morte.

Quais são os sintomas da dengue?

Nem todas as infecções se manifestam sinais. É possível ter um caso assintomático de dengue ou mostrar pessoas suaves, que não chamam a atenção.

Contudo, alguns sintomas podem indicar dengue, como:

  • Febre alta, que oscila entre 39ºC a 40ºC e sobe abruptamente;
  • Intensa dor de cabeça;
  • Dores nos músculos e articulações;
  • Náuseas e vômitos;
  • Manchas vermelhas pelo corpo;
  • Dor atrás dos olhos;
  • Exaustão;
  • Inchaço nas glândulas.

É importante procurar atendimento médico diante desses sintomas para diagnóstico e tratamento adequado.

Veja os sintomas da dengue hemorrágica

Créditos: iStock/weerapatkiatdumrong

Veja os sintomas da dengue hemorrágica

A forma mais perigosa, conhecida como dengue hemorrágica, pode se desenvolver após o período de fevereiro – de 3 a 7 dias depois dos primeiros sintomas – e requer cuidados médicos urgentemente.

Os sintomas da dengue hemorrágica para serem atendidos incluem:

  • Dor abdominal intensa e constante;
  • Vômitos persistentes;
  • Acúmulo de líquidos corporais;
  • Sangramentos de mucosas;
  • Hemorragias.

Como prevenir a dengue?

Para prevenir a dengue, é crucial evitar a presença de água parada e sem proteção em casa, que pode ser usada pelo mosquito como local de procriação.

Além disso, é importante proteger as residências com telas e mosquitos e usar repelente de insetos regularmente.

O uso da vacina contra a dengue também é necessário, principalmente para adolescentes de 10 a 14 anos, moradores de grandes cidades onde ocorre alta transmissão de dengue do tipo 2. A vacina está incorporada ao Sistema Único de Saúde (SUS) e 521 municípios brasileiros iniciaram a vacinação em fevereiro.

O imunizante é aplicado em um esquema de duas doses, com intervalo de três meses entre as vacinações.

Evitar água parada é a melhor maneira de evitar a prevenção do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue

Créditos: iStock/ThamKC

Evitar água parada é a melhor maneira de evitar a prevenção do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue

Cuidados para ter em casa e evitar o mosquito da dengue

  • Evite qualquer reservatório de água parada sem proteção em casa, como caixas d’água, piscinas, tampas de garrafa, pneus e vasos de planta;
  • Mantenha a caixa d’água coberta e limpa;
  • Coloque areia no prato que fica embaixo dos vasos de planta;
  • Os pneus parados devem ter furos, além de ficarem guardados em locais cobertos;
  • Garrafas pet, baldes e outros recipientes vazios também devem ficar em locais cobertos e com a “boca” para baixo;
  • Diariamente, esfregue com água e sabão nas cubas de bebedouros;
  • Manter as áreas comuns da casa bem secas;
  • Descarte o lixo limpo, mantendo os terrenos livres de entulho e vegetação.

Adotando essas medidas é possível prevenir a dengue e colaborar para a diminuição dos casos dessa doença no país.

Por Catraca Livre

Compartilhe:

spot_img

Notícias relacionadas :

spot_img
spot_img

NÃO DEIXE DE LER

VEJA O QUE ACONTECE NO BRASIL E NO MUNDO