sábado, 25 maio 2024 - 9:49
spot_img

Continuidade de uma ação de sucesso, governo do Acre mantém o Prato Extra nas escolas estaduais em 2024

“Quem estuda não passa fome”, afirma a professora Rosimar Alves Crispim, gestora da Escola Lourival sombra, localizada no Conjunto Tangará, em Rio Branco.

Desde o início do ano letivo de 2024, o governo do Acre mantém uma iniciativa relevante nas escolas estaduais: o Prato Extra. Este programa, que foi sucesso em anos anteriores, continua a fornecer refeições adicionais aos alunos, contribuindo significativamente para o bem-estar e o bom rendimento escolar dos estudantes.

Escola fornece café da manhã para os estudantes do turno da manhã e o Prato Extra no intervalo. Já para os estudantes do turno da tarde, é disponibilizado um lanche na entrada e o Prato Extra. Foto: Mardilson Gomes/SEE

Ao manter essa iniciativa, o governo do Acre demonstra seu compromisso contínuo com a educação e o bem-estar dos estudantes, pois os benefícios do Prato Extra vão além da simples alimentação.

Estudos comprovam que alunos bem nutridos têm melhor desempenho escolar, apresentam maior concentração e participação em sala de aula e têm menos probabilidade de enfrentar problemas de saúde relacionados à desnutrição.

O programa é uma ação que visa garantir que os alunos tenham acesso a uma alimentação adequada durante o período escolar, reconhecendo a importância da nutrição para o aprendizado e o desenvolvimento físico e cognitivo das crianças e dos jovens, além de promover a igualdade de oportunidades.

Desde o início do ano letivo 2024, o governo do Acre mantém o Prato Extra nas escolas estaduais. Foto: Mardilson Gomes/SEE

O Prato Extra é considerado um dos maiores programas sociais do governo estadual, que se dedica a combater a insegurança alimentar e a evasão escolar, beneficiando diretamente cerca de quase 150 mil estudantes da educação básica, distribuídos em mais de 600 escolas urbanas, rurais e indígenas.

Segundo a nutricionista Lorena Lima, o Prato Extra tende a contribuir para o desenvolvimento, aprendizagem, rendimento escolar e formação de hábitos alimentares saudáveis dos alunos: “Ao longo dos 200 dias letivos, são oferecidas duas refeições para os alunos matriculados no ensino parcial e três refeições para os alunos do ensino integral, com porções adequadas para cada faixa etária”.

A Escola Lourival Sombra, que atende uma clientela de 652 estudantes do ensino fundamental, do 6º ao 9º ano, distribuídos nos turnos manhã e tarde, assim como as demais escolas do estado, fornece café da manhã para os estudantes da turma da manhã e o Prato Extra.  Já para os estudantes do turno da tarde, é disponibilizado um lanche na entrada e o Prato Extra.

“Quem pensou nesse prato extra é uma pessoa muito feliz, porque está ajudando muitas famílias. O aluno sai da escola realmente alimentado. Uma criança com deficiência alimentar, com certeza não aprende, e aqui na escola ela toma o café da manhã e, no intervalo, tem a comida que é o Prato Extra” declarou a professora Rosimar Alves Crispim, gestora.

O Prato Extra é considerado um dos maiores programas sociais do governo estadual. Foto: Mardilson Gomes/SEE

Estudantes destacam a qualidade e variedade da alimentação escolar, ressaltando a importância do Prato Extra para seu desenvolvimento.

“Gosto muito do lanche da escola. Sempre tem uma coisa diferente. É tudo muito gostoso, principalmente quando é arroz com frango ou arroz com carne. No café da manhã sempre tem uma fruta. É muito bom”, disse Thaisla Ferreira, 10 anos, estudante do 6º ano.

Enzo Gabriel, 10 anos, aluno do 6º ano, destacou que gosta do café da manhã servido pela escola, mas tem preferência pela comida do Prato Extra. “Eu prefiro a comida tipo almoço que é muito boa e eu fico me sentindo mais forte e faz bem para a nossa saúde”.

“O pão com carne feito aqui é muito gostoso, parece um cachorro quente, mas também gosto muito do frango com arroz e a salada com beterraba. A macarronada é maravilhosa”, declarou Elane Kevili da Silva, 11 anos, estudante do 7º ano.

Segundo a Nutricionista Lorena Lima, são oferecidas duas refeições para os alunos matriculados no ensino parcial e três refeições para os alunos do ensino integral. Foto: Mardilson Gomes/SEE

Cardápio Balanceado

A equipe de nutricionistas da Divisão de Nutrição Escolar da Secretaria de Educação prioriza o uso de alimentos frescos e pouco processados, adaptando o cardápio às necessidades nutricionais, aos costumes locais e à diversidade agrícola da região. Isso contribui não apenas para a saúde dos alunos, mas também para a valorização da agricultura local.

De acordo com o cardápio, são servidos os seguintes alimentos: frutas, mingaus, cuscuz com ovos, pão com queijo, bolacha e café com leite nos lanches; já o arroz, feijão, macarrão, farofa, carne, frango, peixe legumes e verduras no prato extra.

Para suprir as demandas dos cardápios, a compra de alimentos foi ampliada por meio das Chamadas Públicas da Agricultura Familiar, promovidas nos municípios.

Cardápio e sistema de entrega de alimentos tradicionais dos povos indígenas. Foto: Mardilson Gomes/SEE

Programa CataproAcre

Foi introduzido com sucesso um cardápio e sistema de entrega de alimentos tradicionais consumidos pelos povos indígenas. Esta iniciativa garante que os estudantes indígenas possam manter suas práticas alimentares culturais na escola, ao mesmo tempo que garante que suas necessidades nutricionais sejam atendidas.

Avaliação Nutricional

Durante o ano de 2023, a Divisão de Nutrição Escolar realizou avaliação nutricional e identificação dos alunos com necessidades alimentares especiais em 179 escolas localizadas na zona urbana dos municípios com acesso via terrestre, avaliando mais de 100 mil alunos matriculados na rede pública de ensino.

Avaliação nutricional e identificação dos alunos com necessidades alimentares. Foto: Mardilson Gomes/SEE

Educação Alimentar

Foram realizadas ações de educação alimentar e nutricional para alunos e funcionários das escolas, ao mesmo tempo que se proporcionou capacitações aos manipuladores de alimentos nas escolas, bem como aos servidores do Departamento de Alimentação e Nutrição Escolar envolvidos no recebimento, armazenamento e distribuição de gêneros alimentícios.

Controle de Qualidade

O controle de qualidade da alimentação escolar é realizado por meio de visitas periódicas de supervisão, que tem como objetivo orientar a gestão, a coordenação escolar, as merendeiras e garantir a prática de higiene ambiental e dos armazéns, equipamentos e utensílios utilizados na produção e distribuição de alimentos.

Compartilhe:

spot_img

Notícias relacionadas :

spot_img
spot_img

NÃO DEIXE DE LER

VEJA O QUE ACONTECE NO BRASIL E NO MUNDO