sábado, 25 maio 2024 - 10:17
spot_img

De olho na China, EUA propõem requisitos para computação em nuvem

O governo do presidente norte-americano Joe Biden está propondo exigir que as empresas de computação em nuvem dos Estados Unidos digam se entidades estrangeiras estão acessando centros de processamento de dados dos EUA para treinar modelos de inteligência artificial, disse na sexta-feira a secretária de Comércio do país, Gina Raimondo.“Não podemos ter atores não estatais, […]

O governo do presidente norte-americano Joe Biden está propondo exigir que as empresas de computação em nuvem dos Estados Unidos digam se entidades estrangeiras estão acessando centros de processamento de dados dos EUA para treinar modelos de inteligência artificial, disse na sexta-feira a secretária de Comércio do país, Gina Raimondo.

“Não podemos ter atores não estatais, a China ou pessoas que não queremos que acessem nossa nuvem para treinar seus modelos”, disse Raimondo em entrevista à Reuters.

“Usamos controles de exportação de chips”, observou ela. “Esses chips estão em centros de dados em nuvem americanos, então também temos que pensar em fechar essa avenida para possíveis atividades maliciosas”.

O governo Biden está tomando uma série de medidas para evitar que a China utilize tecnologia dos EUA para inteligência artificial, à medida em que o setor em crescimento levanta preocupações de segurança.

A proposta de regulamento “conheça o seu cliente” foi divulgada na sexta-feira para fiscalização pública e será publicada na segunda-feira. “É uma questão importante”, disse Raimondo.

Os Estados Unidos estão “tentando ao máximo negar à China o poder de computação que eles desejam para treinar seus próprios modelos, mas de que adianta se eles contornarem isso para usar nossa nuvem para treinar seus modelos?” disse Raimondo.

Compartilhe:

spot_img

Notícias relacionadas :

spot_img
spot_img

NÃO DEIXE DE LER

VEJA O QUE ACONTECE NO BRASIL E NO MUNDO