sábado, 2 março 2024 - 2:11
spot_img

Detentos do Acre se preparam para participar do Encceja PPL 2023

O Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos para Pessoas Privadas de Liberdade ou sob medida socioeducativa (Encceja PPL) 2023 será realizado nos dias 17 e 18 de outubro. A aprovação no exame possibilita ao custodiado a comprovação de escolaridade para nível fundamental e médio, o que pode contribuir com sua reinserção social produtiva, além de acesso a outros níveis de escolaridade e de profissionalização. No Acre, mais de 1.105 inscritos farão as provas este ano.

Prédio onde funciona a escola no Complexo Penitenciário de Rio Branco. Foto: Clébson Vale/Iapen

Para que os detentos possam estudar para o exame, foi entregue material didático em todas as unidades prisionais do estado pelo Departamento de Educação de Jovens e Adultos (EJA) da Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esportes (SEE), por meio dos núcleos dos municípios e da Escola Fábrica de Asas, em Rio Branco.

Margarete Santos, chefe da Divisão de Educação Prisional do Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen), relata que o material foi entregue com antecedência, para que os custodiados pudessem se preparar. E destaca que, neste ano, houve um recorde de inscritos: “No ano passado foram 762 inscritos e este ano houve um salto para 1.105, o que corresponde a um aumento de cerca de 45% no número de beneficiados com a possibilidades de participação no exame”, informa.

Profissionais da Educação reunidos na Escola Fábrica de Asas. Foto Clébson Vale/Iapen

As provas do Encceja PPL têm o mesmo nível de dificuldade do Encceja regular. A diferença está na aplicação, que se dá dentro de unidades prisionais.

Mais que conhecimento, o estudo tem proporcionado aos detentos a esperança de um futuro melhor. F.S.B., de 37 anos, fará a prova e diz que está se preparando para alcançar um bom resultado no exame. “É uma oportunidade única, né? Porque só com esse projeto a gente pode ter uma vida melhor. A sociedade não acredita em nós, mas essas pessoas estão dando uma oportunidade nova pra gente, e a gente acredita nelas, no ensino delas. O projeto do Encceja é um projeto muito bom também, e através dele eu vou poder criar um novo caminho para a minha vida”, afirma.

F.S.B.: “Uma oportunidade nova pra gente”. Foto Clébson Vale/Iapen

Margarete Santos espera obter um saldo positivo com a ação. “Esse resultado é muito importante, para que novos custodiados obtenham reconhecimento formal das habilidades e competências adquiridas ao longo da vida, o que certamente contribuirá para que os aprovados tenham maior possibilidade de reinserção produtiva ao retornar ao convívio social”, destaca.

Agência de Notícias do Acre

Compartilhe:

spot_img

Notícias relacionadas :

spot_img
spot_img

NÃO DEIXE DE LER

spot_img

VEJA O QUE ACONTECE NO BRASIL E NO MUNDO