domingo, 19 maio 2024 - 4:40
spot_img

Está chegando a hora…

Coluna Política


Por Marcus Bastos
@marcusbastos_ac

RETA FINAL

E a campanha eleitoral pegando fogo. O Acre se transformou num palco de batalha. Baixarias, pesquisas fraudulentas, fake news e tudo o que requer o jogo sujo num processo eleitoral.

NÃO É NOVIDADE

É o reflexo de um estado onde as perspectivas de um povo são cargos comissionados, terceirizadas e tudo o que o poder público pode proporcionar. Economia fraca, índices sociais abaixo da linha de pobreza. E o bom debate não é valorizado.

PRIMEIRO OU SEGUNDO TURNO?

O assunto mais comentado nas rodas de conversas é se vai ou não ter segundo turno. O mais lamentável até aqui, não foi debatido, o futuro do estado. Com ou sem segundo turno ninguém se comprometeu com nada. Vamos aguardar os próximos debates.

ELEITORES TIK TOK

Parece que se foi o tempo em que os últimos debates decidiam uma eleição. No advento da geração Tik Tok a maioria dos eleitores querem votar no candidato que dança melhor.

GLADSON

Por esse quesito o governador Gladson Cameli é o campeão. É o mais carismático dentre todos, apesar de ter sido prejudicado pela pandemia e não ter realizado nenhuma obra de impacto. Mas mesmo assim, os adversários o chamam de “governador dançarino”. O que lhe rende muitos votos. Tem muita gente que gosta.

PETECÃO

Caminha na mesma vibe de Gladson, apela para o populismo, se mistura com a militância na rua, dança, tira fotos, abraça e até aqui é quem tem a mais bonita e animada campanha de rua. Por onde passa parece um trio elétrico. Sabe que precisa jogar o que tem de melhor para ir ao segundo turno.

MARA ROCHA

Mara Rocha, ao que parece não conseguiu decolar. Não será surpresa se ficar na casa dos 10%,  apesar de ter um farto fundo eleitoral na sua campanha. Não se surpreendam se conseguir eleger o irmão Major Rocha à Deputado Federal e ajudar na eleição de Daniel Dorzila para estadual.

JORGE VIANA E MARCUS ALEXANDRE I

Com um legado de mais de 20 anos de poder no Acre e os números de realizações à seu favor, optaram por trabalhar na surdina fazendo visitas pessoais casa a casa nos bairros conversando com as pessoas. Sem ostentar poder econômico e sem grupos nas ruas, não promove bandeiraços nem pit stops nos semáforos.

JORGE VIANA E MARCUS ALEXANDRE II

Apostam tudo na qualidade da propaganda eleitoral na tv, de um um nível sem comentários, e no debate são imbatíveis. Optaram por fazer campanha da forma que estão fazendo e acreditam 100% que estarão no segundo turno. Dos que estão na disputa pra valer com.chance de ir para o Segundo Turno, até o momento, foram os únicos que apresentaram propostas para um plano de governo convincente. O forte deles é o debate de gestão. Uma dupla sem comentários.

PROFESSOR EUCLIDES

O candidato do PSOL é muito preparado, mas faltou-lhe algo mais que recursos para que entrasse para o roll dos favoritos. Somente idéias e falar bonito não são suficientes para ganhar uma eleição.

PASTORA KELIANE

Candidata à deputada federal pelo Republicanos, é esposa do ex-prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro, seu mentor e principal cabo eleitoral. Disputa uma das duas vagas que serão atingidas pela chapa. É um nome novo na política, tem muito carisma e disposição para fazer campanha. Está no páreo.

REPUBLICANOS I

É a chapa mais difícil de se fazer uma leitura pra saber quais dos 4 candidatos ficarão com as duas vagas à Câmara Federal. Uma batalha campal ocorre todos os dias entre Antônia Lúcia, Israel Milani, Pastora Keliane. E por fora Roberto Duarte.

REPUBLICANOS II

Já na chapa para estadual, apesar de nomes de peso, a chapa pode conseguir facilmente 2 vagas para a Aleac. Clodoaldo e Genes figuram como os favoritos. Mas são seguidos de perto por Eber Machado, Tia Katiane, Jamyl Asfury e Tadeu Hassem. Até o último momento, mudanças poderão ocorrer.

PATRIOTAS

Dentre os partidos denominados “nanicos”, é o único que poderá eleger 1 deputado estadual. Disputam essa vaga com a faca nos dentes, Leôncio Castro, Josemir Anute e Maurício do Chalé. Anotem: será a chapa que elegerá o deputado estadual com a menor votação.

FICARÃO DE FORA

Segundo análises dos cientistas políticos de plantão, os partidos que não conseguirão atingir nem 80% das sobras serão os seguintes: PSB, DC, AGIR, PROS, PSOL e SOLIDARIEDADE.

SOBRAS

Isso significa que haverá um universo de 4 ou 5  vagas que deverão ser eleitos nas sobras de quem tiver a maior média. Óbvio que os partidos que tiverem o maior número de eleitos são beneficiados para ficar com as vagas das sobras. PDT, MDB e Progressistas estão entre eles.

FOGO COM GASOLINA

A coluna foi informada que um forte aparato que  a PF está montado no estado para desencadear uma ação a qualquer momento e desarticular esquemas milionários de compra e venda de votos. Quem comete tal prática fique atento.  Os homens de preto chegam cedo antes do sol nascer. O aviso já foi dado.

TRUCULENTO

E pra fechar por hoje. Um certo candidato à deputado federal está disputando apoios no tapa e via ameaças. Não fosse somente a cooptação de apoiadores de candidatos da coligação aliada, o caso está ficando sério e tem ocupante de primeiro escalão de governo sofrendo tais ameaças. Diante da gravidade dos fatos a qualquer momento o caso pode parar na Delegacia e nas páginas dos principais tablóides da city.

DESABAFO

Me perdoem os que sentirem-se ofendidos. Essa geração de eleitores é a pior e a mais desqualificada politicamente de todos os tempos no Acre.

Compartilhe:

spot_img

Notícias relacionadas :

spot_img
spot_img

NÃO DEIXE DE LER

VEJA O QUE ACONTECE NO BRASIL E NO MUNDO