sexta-feira, 24 maio 2024 - 18:43
spot_img

Governo do Acre aumenta segurança nas  escolas após ataques em outros estados

O governo do Estado do Acre intensificou ações de segurança para coibir casos de violência na rede estadual e privada de ensino. Entre as medidas da Secretaria de Justiça e Segurança Pública do Estado (Sejusp) estão as constantes rondas nas instituições de ensino, por meio do policiamento escolar, atuação do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd) e a criação de um Cartão de Segurança, que prevê o reforço de policiais em ambientes escolares.

Sejusp reforça policiamento nas escolas. Foto: Dhárcules Pinheiro/Ascom Sejusp

“Estamos intensificando os trabalhos em todas as escolas municipais, estaduais e particulares. Também solicitamos apoio nos locais onde há atividades com crianças e adolescentes, como as escolinhas e ainda onde há maior fluxo de pessoas, como as praças e outros espaços de lazer. Sabemos que devido aos acontecimentos recentes no Brasil muitas pessoas estão assustadas, mas orientamos que mantenham a calma e, ao avistar qualquer atitude suspeita, denunciem”, enfatizou o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública do Acre, coronel José Américo Gaia.

O secretário destaca, ainda, que conta com a colaboração da população para denunciar. O Ministério da Justiça e Segurança Pública, em parceria com a SaferNet Brasil (associação civil de direito privado, com atuação nacional, sem fins lucrativos ou econômicos, sem vinculação político partidária, religiosa ou racial) e as secretarias de segurança, criou um canal exclusivo para recebimento de informações de ameaças e ataques contra as escolas.

Secretário de Segurança destaca, ainda, que conta com a colaboração da população para denunciar. Foto: Dhárcules Pinheiro/Ascom Sejusp

Essa é uma das ações da Operação Escola Segura para coibir ataques às instituições de ensino. Qualquer informação é bem-vinda.

Basta acessar o site: https://www.gov.br/mj/pt-br/escolasegura

O interessado em fazer a denúncia deverá inserir o maior número de informações possível para que se possa analisar corretamente a ocorrência.

Todas as denúncias são anônimas e as informações enviadas serão mantidas sob sigilo. Qualquer usuário pode realizar denúncias: não é exigida a identificação do denunciante.

Operação Escola Segura visa coibir ataques às instituições de ensino. Foto: Dhárcules Pinheiro/Ascom Sejusp

Para facilitar a análise da denúncia, recomenda-se o preenchimento do campo “Comentário” com as informações relevantes da ocorrência, tais como município, estado, escola a qual se refere a denúncia e mídia social de origem da ocorrência.

Em caso de emergência ou se não tiver todas as informações, o denunciante pode entrar em contato com o 190 ou a  delegacia de polícia mais próxima.

Compartilhe:

spot_img

Notícias relacionadas :

spot_img
spot_img

NÃO DEIXE DE LER

VEJA O QUE ACONTECE NO BRASIL E NO MUNDO