sexta-feira, 23 fevereiro 2024 - 15:38
spot_img

Governo do Acre e federações apresentam programa de incentivo à geração de emprego 

O governo do Estado e as federações do Comércio, Indústria e Agricultura apresentaram, nesta sexta-feira, 24, a proposta de criação do Programa Colaborativo para o Desenvolvimento Econômico e Geração de Emprego, Trabalho e Renda (PCDEC). A reunião foi realizada no Palácio Rio Branco e contou com a participação do governador Gladson Cameli e da vice-governadora Mailza Assis.

O principal objetivo da iniciativa é estabelecer uma agenda de ações integradas entre o Estado e o setor produtivo local, por meio do Conselho de Desenvolvimento Econômico do Acre (CDE-AC), visando estimular a economia por meio da geração de novos postos de trabalho. Além disso, o programa prevê o desenvolvimento de um plano estratégico voltado ao fortalecimento do ambiente de negócios no Acre.

O governo do Acre e federações do Comércio, Indústria e Agricultura apresentaram proposta de criação do Programa Colaborativo. Foto: Diego Gurgel/Secom

Durante o encontro, o governador Gladson Cameli defendeu a união entre o poder público e o setor privado como fundamental para transformar a atual realidade econômica do estado, e confirmou ainda que não medirá esforços para viabilizar políticas públicas voltadas à criação de empregos.

“O grande desafio desta nova gestão será a geração de emprego e renda para o nosso povo. Com o apoio das federações e associações, que representam a iniciativa privada, vamos alcançar nossos objetivos. O Acre tem pressa para crescer e não vamos perder um dia sequer”, afirmou o governante.

De acordo com o secretário da Indústria, da Ciência, do Comércio, do Empreendedorismo e do Turismo, Assurbanipal Mesquita, o programa será tratado com prioridade para que as metas estabelecidas possam ser cumpridas. “A partir de agora, vamos criar um grupo de trabalho e consolidar as principais pautas apresentadas na reunião. Vamos em busca de captar recursos para elaboração de projetos, para que as ações sejam executadas”, explicou.

Governador Gladson Cameli enfatizou que a geração de emprego e renda será prioridade nesta nova gestão. Foto: Diego Gurgel/Secom

Na oportunidade, o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Acre (Fieac), José Adriano Silva, apresentou as principais demandas da Agenda Acre 2032. A proposta sugere investimentos públicos nos próximos dez anos, em infraestrutura, manutenção e reconstrução de rodovias, construção de novos parques industriais e locais de armazenagem de grãos, alfandegamento de aeroportos e ampliação das áreas de Livre Comércio, entre outras demandas.

“Estas são questões emergenciais que precisam ser superadas o quanto antes. Além do governo do Estado, vamos procurar a bancada federal e as prefeituras para que possamos dar uma esperança à sociedade acreana quanto à geração de emprego e renda”, comentou.

A reunião contou com a presença do secretário da Casa Civil, Jonathan Donadoni; do secretário de Governo, Alysson Bestene; do presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Acre (Fecomércio), Leandro Domingos; do presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Acre (Faeac), Assuero Doca Veronez; do presidente da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Acre (Federacre), Rubenir Guerra; do presidente da Associação Comercial, Industrial, de Serviço e Agrícola do Acre (Acisa), Marcello Moura; e do superintendente do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Marcos Lameira.

Compartilhe:

spot_img

Notícias relacionadas :

spot_img
spot_img
spot_img

NÃO DEIXE DE LER

spot_img

VEJA O QUE ACONTECE NO BRASIL E NO MUNDO