domingo, 14 abril 2024 - 5:49
spot_img

Herança milionária deixada por fazendeiro goiano vai beneficiar construção de fundação no Acre

O fazendeiro e advogado Ildefonso de Sousa Menezes, natural de Jataí, município goiano, que faleceu em agosto de 2022 em decorrência de uma insuficiência respiratória, expressou em seu testamento, a vontade de fazer o bem e ajudar o próximo. Ele decidiu doar toda fortuna para que seja construída uma fundação de ensino rural no Acre, em uma de suas propriedades, uma fazenda, localizada na BR-317.

A instituição de ensino deverá oferecer cursos nas áreas de pesquisas tecnológicas, agroflorestais, piscicultura, agroturismo, reflorestamento e agropecuária. A fundação será gerida por cinco membros da sociedade civil. O processo de implementação do local está em andamento na Vara de Registros Públicos, Órfãos e Sucessões e de Cartas Precatórias Cíveis da Comarca de Rio Branco.

Outra parte do testamento ressalta que o restante da herança será destinado às ações sociais. Ainda, segundo o documento, a fundação deve garantir assistência à sua mãe, irmãos e sobrinhos de primeiro grau, desde que judicialmente declarados incapazes de proverem seu próprio sustento.

Todos os bens adquiridos pelo fazendeiro comporão o patrimônio da instituição. O documento foi elaborado em setembro de 2022 na Vara de Registros Públicos 2º Tabelionatos de Notas. Além da fazenda, Ildefonso possuía terrenos no Conjunto Joafra, em Rio Branco, e valores em dinheiro.

A Gazeta do Acre

Compartilhe:

spot_img

Notícias relacionadas :

spot_img
spot_img

NÃO DEIXE DE LER

spot_img

VEJA O QUE ACONTECE NO BRASIL E NO MUNDO