quinta-feira, 18 abril 2024 - 19:20
spot_img

Ieptec recebe garantia de recursos para a educação profissional e tecnológica no Acre junto ao Ministério da Educação, em Brasília

Em busca de apoio e recursos para investimentos no Acre junto ao Ministério da Educação ( MEC), a diretora de ensino do Instituto Estadual de Educação Profissional e Tecnológica (Ieptec) do Acre, Mara Lima, recebeu a garantia de reforço, em 2024, para as seguintes áreas consideradas prioritárias: bioeconomia na Amazônia Legal; mulheres em situação de vulnerabilidade social, por meio do programa Mulheres Mil; e ensino médio articulado com a educação profissional e tecnológica, tudo dentro das ações do ministério para todo o país.

Equipe do Ieptec trata sobre ações de interesse do Acre com técnicos do MEC. Foto: Wesley Moraes/Seplan

A reunião ocorreu nesta quarta-feira, 21, na sede do MEC, em Brasília. Mara, que representou o presidente do Ieptec, Alírio Wanderley, reuniu-se com o secretário de Educação Profissional e Tecnológica daquele ministério, Getúlio Marques Ferreira, juntamente com a diretora de Articulação e Fortalecimento da Educação Profissional e Tecnológica, Carla Jardim, e o coordenador-geral de Incentivo à Cooperação e à Inovação, Pierry Teza. “Estamos em fase de planejamento das nossas ações, e elas precisam estar coerentes com as ações do ministério”, explicou Mara.

Recursos e programas

De acordo com a diretora Carla Jardim – que participou de forma virtual – o MEC deverá investir no país cerca de R$ 70 milhões para fomentar 60 mil novas vagas de ensino médio articulado com a educação profissional e tecnológica, dentro do programa da escola em tempo integral. Antes, será feito um diagnóstico da situação de cada estado.

Na tela, a diretora de Articulação e Fortalecimento da Educação Profissional e Tecnológica do MEC, Carla Jardim. Foto: Wesley Moraes/Seplan

Carla Jardim disse haver previsão orçamentária para a continuidade dos cursos em bioeconomia na Amazônia Legal e para a retomada do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) prisional, além do programa Mulheres Mil, este último com novidades a serem anunciadas em março. A ideia, disse, é ter “ações de impacto e com escala” junto a esse público.

Diretora de Ensino do Ieptec, Mara Lima, trata de ações de educação profissional e tecnológica no MEC. Foto: Wesley Moraes/Seplan

A diretora do Ieptec do Acre aproveitou para relatar ações já desenvolvidas no Estado e a possibilidade de ampliação, com o apoio do MEC, a exemplo do Mulheres Mil que, adiantou, será iniciado dia 11 de março no estado. O secretário de Educação Profissional e Tecnológica do MEC, Getúlio Marques, destacou a importância do trabalho desenvolvido pela instituição no estado. “A gente tem confiança, porque sabe quais as instituições que nos ajudam a construir um desenho em que a sociedade começa a acreditar na educação”, disse.

Secretário de Educação Profissional e Tecnológica do MEC, Getúlio Marques, em reunião com equipe do Acre. Foto: Wesley Moraes/Seplan

O coordenador de Incentivo à Cooperação e à Inovação do Ministério, Pierry Teza, reforçou o convite para a equipe do Acre participar do II Encontro Nacional de Empreendedorismo e Inovação na Educação Profissional e Tecnológica, que vai acontecer em maio, em Brasília, “onde trataremos de ações e iniciativas no âmbito da inovação e do empreendedorismo”.

Coordenador de Incentivo à Cooperação e à Inovação do MEC, Pierry Teza, em reunião com a equipe do Ieptec/Acre. Foto: Wesley Moraes/Seplan

Também participaram da reunião a chefe do Departamento de Planejamento e Orçamento do Ieptec do Acre, Aldenice Ferreira, e Klinger Cruz, chefe do Departamento de Relações Federativas da Secretaria de Planejamento – a representação do governo do Estado em Brasília.

Compartilhe:

spot_img

Notícias relacionadas :

spot_img
spot_img

NÃO DEIXE DE LER

spot_img

VEJA O QUE ACONTECE NO BRASIL E NO MUNDO