domingo, 14 abril 2024 - 6:13
spot_img

Imazon: Estado do Acre contribuiu com 10% do desmate da Amazônia em setembro

Em setembro de 2023, o Sistema de Alertas de Desmate (SAD) do Imazon detectou 546 quilômetros quadrados de desmatamento na Amazônia Legal, uma redução de 52% em relação a setembro de 2022, quando o desmatamento somou 1.126 quilômetros quadrados. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (20) pelo Imazon.

O Acre contribuiu com 10% nesse total -57 km2 – 4a maior taxa da Amazônia no período. Por outro lado, na comparação entre o resultado de setembro de 2023 com igual período de 2022, quando se desmatou 140 km2, o desmatamento no Acre caiu 59%.

“O desmatamento detectado em setembro de 2023 ocorreu no Pará (47%), Mato Grosso (14%), Amazonas (13%), Acre, Rondônia (5%), Maranhão (4%), Roraima (4%), Amapá (2%) e Tocantins (1%)”, diz o Imazon.

As florestas degradadas na Amazônia Legal somaram 1.347 quilômetros quadrados em setembro de 2023, o que representa uma redução de 74% em relação a setembro de 2022, quando a degradação detectada foi de 5.214 quilômetros quadrados. Em setembro de 2023 a degradação foi detectada no Mato Grosso (41%), Tocantins (25%), Pará (15%), Amazonas (14%), Rondônia (4%) e Maranhão (1%).

Em setembro de 2023, a maioria (63%) do desmatamento ocorreu em áreas privadas ou sob diversos estágios de posse. O restante do desmatamento foi registrado em Assentamentos (24%), Unidades de Conservação (8%) e Terras Indígenas (5%).

Ac24Horas

Compartilhe:

spot_img

Notícias relacionadas :

spot_img
spot_img

NÃO DEIXE DE LER

spot_img

VEJA O QUE ACONTECE NO BRASIL E NO MUNDO