sábado, 25 maio 2024 - 2:28
spot_img

IPCA foi de 0,38% em abril; aponta IBGE

Fortaleza foi a única região com redução de preços, impulsionada pela queda nos valores da gasolina e energia elétrica

Em abril, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) foi de 0,38% e ficou 0,22 ponto percentual acima da taxa de março (0,16%). Em abril de 2023, a variação havia sido de 0,61%. No acumulado do ano, o IPCA acumula alta de 1,80% e, nos últimos 12 meses, de 3,69%. Os dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Entre os índices regionais, apenas Fortaleza apresentou uma redução de preços, com uma queda de 0,15%, impulsionada pelo declínio nos valores da gasolina em 3,97% e na energia elétrica residencial em 3,80%.

A maior variação foi observada em Aracaju, com um aumento de 0,78%, atribuído aos aumentos significativos da cebola em 27,77% e do tomate em 23,20%.

André Almeida, gerente do IPCA e INPC, destaca que dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados, sete tiveram alta em abril.

“Os maiores impactos foram observados no grupo Saúde e cuidados pessoais e Alimentação e bebidas. No grupo Saúde e cuidados pessoais, a alta de quase 3% dos produtos farmacêuticos se deu pelo reajuste nos preços dos medicamentos que foi autorizado a partir de 31 de março”, explica.

Almeida aponta que Alimentação e Bebidas registrou uma alta de 0,70%, influenciada pela alta do preço da cebola e do tomate. Ele explica que esses produtos alimentícios tiveram uma oferta reduzida ao longo do mês de abril.

O economista Cesar Bergo pontua que a oferta reduzida desses alimentos está ligada ao clima e à produção. Ele informa que o transporte também influenciou a alta do IPCA, com o aumento do preço da gasolina, diesel e etanol.

“Isso é preocupante, porque para os próximos meses, os eventos climáticos continuam, como estamos vendo na região Sul, que é um grande produtor rural. Então isso deve ter uma pressão nos preços. E também preço de combustível, porque o barril de petróleo subiu, o dólar subiu e isso deve pressionar os preços dos combustíveis internamente”, ressalta.

Bergo afirma que para os próximos meses,  aguarda-se que a curva declinante da inflação se atenue. Ele aponta que em abril, acabou subindo um pouco, mas na comparação com 2023 os índices estão melhores — e a inflação tende a continuar caindo.

IPCA

Bergo explica que o IPCA é o índice oficial de inflação do Brasil. Ele é calculado pelo IBGE desde 1980, e se refere à variação no preço do consumo de famílias de até 40 salários mínimos.

Fonte: Brasil 61

Compartilhe:

spot_img

Notícias relacionadas :

spot_img
spot_img

NÃO DEIXE DE LER

VEJA O QUE ACONTECE NO BRASIL E NO MUNDO