sábado, 13 julho 2024

Jovem se destaca na formação técnica do Novo Ensino Médio e garante contrato aos 18 anos

No cenário da Educação, parcerias do Estado com instituições de ensino e organizações são fundamentais para o desenvolvimento profissional dos estudantes. No caso do Novo Ensino Médio da rede estadual, a parceria com instituições como o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) e o Instituto de Educação Profissional e Tecnológica (Ieptec) tem se destacado como uma via para o sucesso profissional.

Ex-aluno da Escola Estadual Professora Ester Maia, concluiu o Novo Ensino Médio em 2022 e já está trabalhando. Foto: Mardilson Gomes/SEE

O destaque de hoje fica por conta da história inspiradora de um ex-aluno da Escola Estadual Professora Ester Maia de Oliveira, localizada na Cidade do Povo, que concluiu o curso no ano passado e já garantiu um contrato por uma empresa, pelo Programa Menor Aprendiz, como assistente em administração no Senai.

O protagonista desta história é Kauã Esdras Gomes de Souza, 18 anos, um jovem dedicado e determinado que escolheu o eixo 5, relacionado à formação técnica em Administração ofertada pelo Senai.

Ao concluir o ensino médio, Kauã estava preparado com as competências acadêmicas e sociais que impressionaram os empregadores.

“O Kauã é nosso aluno dessa parceria que temos com a Secretaria de Educação, no Novo Ensino Médio. Ele foi um aluno destaque, sempre esteve empenhado em todas as atividades e percebemos que ele tem potencial. Ele foi destaque no curso e na prova do Sistema de Avaliação da Educação Profissional e Tecnológica (Saep)”, frisou a coordenadora pedagógica do Instituto Senai de Tecnologia, Shyrlene Poersch.

Kauã com a chefe da Divisão de Ensino Médio da SEE, Danielly Matos. Foto: Mardilson Gomes/SEE

A coordenadora completou, ainda, que Kauã foi indicado para ser Jovem Aprendiz no Senai e também como monitor na Unidade de Raciocínio Lógico, juntamente com o professor dele, Joelson Mendes.

O aluno foi capacitado, passou por treinamentos, foi muito bem preparado e em breve assumirá uma turma como professor na unidade.

O jovem, que fez parte das turmas piloto do Novo Ensino Médio, foi considerado aluno destaque, pretende ir além e ingressou no Curso Técnico em Assistência de Planejamento e Edificações, no Senai, e fez o Enem, pois pretende cursar Ciência da Computação e se tornar desenvolvedor.

“Eu aproveitei bem. Eu sabia que aquele Novo Ensino Médio era uma grande oportunidade para que eu pudesse me desenvolver melhor e me preparar para o mundo do trabalho”, completou.

Kauã disse, ainda, que escutava muito de seus professores que era importante estudar e se preparar para a competitividade do mundo do trabalho. Se esforçou bastante e agora se sente preparado para aplicar tudo o que aprendeu no mercado de trabalho.

Coordenadora pedagógica do Senai, Shyrlene Poersch, Kauã e o professor Joelson Mendes. Foto: Mardilson Gomes/SEE

Mundo do Trabalho

A formação técnica não se destaca apenas pela vantagem acadêmica. Os benefícios profissionais são igualmente relevantes. Ao concluir o ensino médio, os alunos saem com uma certificação técnica, um diferencial que os posiciona de maneira competitiva no mercado de trabalho.

“Já estamos colhendo frutos da educação técnica dentro da educação básica. É bacana vê-los com contrato, trabalhando. Não que eles tenham que se limitar a formação técnica e ao trabalho, mas agora podem trabalhar, estudar e pensar em uma carreira acadêmica para melhorar a qualificação e crescer mais ainda”, destacou a chefe da Divisão de Ensino Médio da SEE, Danielly Matos.

Com essa qualificação em mãos, têm a oportunidade de ingressar em uma carreira profissional mais cedo, adquirindo experiência prática e estabilidade financeira. Isso sem mencionar que a formação técnica costuma ser bastante valorizada por empregadores, o que pode abrir portas para oportunidades de trabalho mais interessantes.

“Ele é um aluno muito proativo, demonstra muito interesse em tecnologia e está absorvendo cada vez mais. A gente consegue elevar o nível dele e consegue também passar para os alunos junto com essa pegada que ele está tendo em sala de aula. Ele foi o aluno que demonstrou maior nível de aprendizado”, afirmou o professor Joelson Mendes.

O jovem está cursando o Curso Técnico em Assistência de Planejamento e Edificações no Senai. Foto: Mardilson Gomes/SEE

Investimentos na Educação

Com o intuito de aprimorar a experiência educacional, o governo do Estado distribuiu tablets equipados com acesso à internet, material escolar, mochila e livros didáticos do Programa Pré-Enem Legal, além de estruturar os laboratórios de informática, química, física, matemática e biologia aos estudantes da rede pública estadual.

A reforma do ensino médio, que diversificou o currículo regular e o aproximou do mundo do trabalho, tem despertado maior interesse dos jovens pelo ensino técnico, que tem como objetivo preparar o aluno para o exercício de uma profissão.

spot_img

Notícias relacionadas :

NÃO DEIXE DE LER

VEJA O QUE ACONTECE NO BRASIL E NO MUNDO