sábado, 25 maio 2024 - 15:18
spot_img

Ministério Público instaurou investigação sobre o caso do líder religioso que supostamente teria orientado fieis a não se vacinarem.

Na última sexta-feira (11), o infectologista Thor Dantas publicou em sua rede social o caso de três pacientes que foram transferidos da Fundação Hospitalar do Acre para o Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Acre (Into-AC) com quadro grave de Covid-19.

Segundo o médico, os pacientes não tinham tomado as vacinas, pois teriam sido orientados pelo líder religioso a não se vacinarem.

Após a repercussão nas redes sociais a promotoria de Defesa da Saúde do Ministério Público do Acre instaurou, nessa segunda-feira (14), investigação sobre o suposto caso do líder religioso que teria orientado fiéis a não se vacinarem contra a Covid-19.

O Promotor de Justiça, Ocimar Sales Júnior, responsável pelo caso informou que vai solicitar a Fundhacre a identificação dos três pacientes para encaminhar os documentos a polícia civil, a fim de instaurar inquérito policial de suposta infração de medida sanitária preventiva.

Compartilhe:

spot_img

Notícias relacionadas :

spot_img
spot_img

NÃO DEIXE DE LER

VEJA O QUE ACONTECE NO BRASIL E NO MUNDO