quarta-feira, 17 julho 2024

MPAC e TCE discutem parcerias para fortalecer rede de proteção e políticas públicas para mulheres

O Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) se reuniu nesta sexta-feira, 15, com o Tribunal de Contas do Estado do Acre (TCE/AC) para discutir e propor uma parceria visando à atuação e ampliação de políticas públicas voltadas para as mulheres, bem como o fortalecimento do atendimento às mulheres vítimas de violência doméstica e também da Rede de Atenção Psicossocial (Raps)

O encontro ocorreu na presidência do TCE e contou com a participação da procuradora de Justiça Patrícia de Amorim Rêgo, da titular da 7ª Promotoria Criminal Especializada no Combate à Violência Doméstica, promotora de Justiça Diana Soraia Tabalipa Pimentel, da conselheira-corregedora, Dulcinéa Benício, e da diretora da Escola de Contas, conselheira Naluh Gouveia.

A procuradora de Justiça Patrícia Rêgo, que coordena o Centro de Atendimento à Vítima (CAV), o Observatório de Violência de Gênero (OBSGênero) e o Núcleo de Apoio e Atendimento Psicossocial (Natera), enfatizou que a proposta é para uma atuação conjunta visando ao fortalecimento das políticas públicas para as mulheres.

“O objetivo é o fortalecimento da rede de proteção à mulher para melhorar os serviços nas diversas áreas de atuação e a efetividade das políticas públicas, com um olhar diferenciado”, frisou.

A promotora Diana Soraia Pimentel também destacou a importância da parceria para assegurar a efetiva proteção às mulheres. “Enquanto não atuarmos como uma rede de proteção, não haverá efetividade nos serviços. Precisamos trabalhar de forma integrada”, enfatizou.

Como encaminhamento, foi construída uma agenda de trabalho conjunta para atuar no fortalecimento das políticas de atendimento à mulher, bem como da Raps.

Texto: Marcelina Freire
Fotos: Gabriel Vitorino – estagiário
Agência de Notícias do MPAC

spot_img

Notícias relacionadas :

NÃO DEIXE DE LER

VEJA O QUE ACONTECE NO BRASIL E NO MUNDO