sexta-feira, 23 fevereiro 2024 - 16:16
spot_img

Nora de Marcio Bittar é destaque na imprensa nacional por indicar verba do orçamento secreto

Emenda de R$ 4 milhões beneficia entidade da qual a namorada do filho de Márcio Bittar é voluntária

A nora do senador pelo Acre Marcio bittar (UB) foi destaque na imprensa nacional, após vir a público a notícia de que a mesma teria indicado o destino de verbas do orçamento secreto. O escândalo envolvendo familiares do senador foi notícia no portal Metrópoles, que trouxe inclusive novas informações sobre o episódio.

O colunista Rodrigo Rangel, que escreve para o portal Metrópoles, revelou esta semana que “a coluna descobriu que, em junho deste ano, a nora de um senador usou das artimanhas do orçamento secreto para remeter R$ 4 milhões para uma entidade à qual é ligada.”

Ele segue afirmando que “o episódio envolve Flaviane Agustini Stedille, de 27 anos, nora do senador Marcio Bittar (foto em destaque), do União Brasil do Acre. A Flaviane atua como voluntária na ONG Associação de Apoio Renovatio, escolhida por ela para receber o dinheiro. A entidade faz doações de óculos e tem sede em São Paulo”.

Rangel diz ainda na coluna que “a nora de Márcio Bittar (ela é namorada de João Paulo Bittar, filho do senador) diz que fez a indicação como cidadã, e a pedido do sogro. Flaviane não trabalha no Congresso e conseguiu inserir a demanda no sistema do orçamento secreto graças a uma das “janelas” pensadas justamente para fazer o esquema funcionar sem necessidade de deixar os parlamentares muito expostos.”

Rangel segue explicando que “a inclusão da solicitação no sistema não é garantia de que ela será atendida — a decisão final cabe ao relator-geral do Orçamento. No caso de Flaviane, no entanto, o pedido foi cadastrado em 22 de junho e no dia 28 o relator-geral do Orçamento de 2022, deputado Hugo Leal, do PSD do Rio de Janeiro, encaminhou a indicação para o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, o MDH, para que fosse incluído na execução orçamentária.”

Segundo Rangel “Flaviane foi chefe de gabinete da Secretaria Nacional de Juventude, vinculada ao MDH, de fevereiro de 2019 a agosto de 2020. Em março deste ano, ela passou a integrar a equipe do governo do Acre, como diretora da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano e Regional. Ficou no cargo por quatro meses. A indicação para o cargo, ela admite, foi do sogro senador. Marcio Bittar, que se candidatou ao governo do estado neste ano, foi relator-geral do Orçamento de 2021.”

O outro lado

João Paulo Bittar e Flaviane Stedille

 

Ainda de acordo com o colunista, “a nora de Marcio Bittar diz que conheceu a ONG Renovatio, beneficiária da indicação que fez, quando ainda estava na Secretaria Nacional de Juventude. Ela afirma que participou de ações da entidade em Brasília no início do ano passado e que hoje atua na Renovatio como voluntária.”

Ele segue narrando que “perguntada sobre como foi a indicação da emenda de R$ 4 milhões, Flaviane respondeu: “É para uma entidade do terceiro setor, né? (…) Se prioriza mandar recurso para quem tem capacidade de execução”. A jovem, formada em engenharia, disse que apresentou algumas opções para o sogro e que ele selecionou a Renovatio.”

A coluna de Rangel também procurou o gabinete do senador Marcio Bittar, mas não teria obtido resposta.

Em nota enviada ao colunista a Renovatio afirmou que “não prosseguiu com as tratativas para receber os recursos e que nenhum valor chegou a ser liberado. A entidade disse que quando soube que a emenda indicada por Flaviane seria do orçamento secreto (RP-9), deixou de ter interesse. Sobre a atuação da nora de Marcio Bittar, explicou que ela já havia apoiado a ONG em ações de campo e na elaboração de projetos e acrescentou que qualquer pessoa pode ser voluntária.”

 

Com o site Metrópoles

Compartilhe:

spot_img

Notícias relacionadas :

spot_img
spot_img
spot_img

NÃO DEIXE DE LER

spot_img

VEJA O QUE ACONTECE NO BRASIL E NO MUNDO