sábado, 25 maio 2024 - 2:37
spot_img

Palco de entretenimento e histórias de amor, forró da melhor idade retorna ao Casarão

“Eu só quero é o teu amor
Que me dá a vida, que me dá calor” (Altemar Dutra)

Ambiente de entretenimento e palco de várias histórias de amor, o forró do Senadinho retomou as atividades nesta sexta-feira, 2, no espaço O Casarão, no centro de Rio Branco. O baile acontece toda semana, com apoio da Fundação de Cultura Elias Mansour (FEM).

Forró do Senadinho voltou ao espaço O Casarão, nesta sexta-feira, 2. Foto: Diego Gurgel/Secom

Ao som do grupo musical Hélio Melo, ao menos quinze casais se conheceram no salão de dança, como Nôemia Lira e Edvaldo Costa, que estão juntos desde dezembro. Neste sábado, 3, o par completa dois meses de namoro.

Noêmia e Edvaldo se conheceram no Casarão e fazem aniversário de namoro no sábado, 3. Foto: Diego Gurgel/Secom

“Nós dançamos juntos e ele me perguntou se eu queria namorar. Eu aceitei e estamos aqui”, contou Noêmia. Enamorado e animado com os passos ensaiados no salão, Edvaldo logo seguiu com a parceira ao ouvir uma nova canção.

Assim como o novo casal, o coordenador Wilson Araújo e a esposa Deusamara Mendes também se conheceram no forró. “Nos conhecemos no salão de dança. Já estamos há quase sete anos juntos”, contou a amada carinhosamente chamada de Deusa.

Deusamara e Wilson se conheceram no forró do Senadinho. Foto: Diego Gurgel/Secom

Meio de alegria e entretenimento, o forró também levou o amor ao senhor Francisco Barbosa. “Eu não frequentava o forró. Mas quando fiquei viúvo, decidi ir e eu conheci a Raimunda”, explicou seu Francisco.

Francisco conheceu a esposa no forró do Teatro Barracão Matias. Foto: Diego Gurgel/Secom

Da parte de dona Raimunda Nonata Nascimento, natural de Tarauacá, as lembranças são as melhores dos seis anos de relação com Francisco. Na memória, ela guarda os detalhes de como conheceu o amado.

Raimunda Nonata dança com empolgação no salão do Casarão. Foto: Diego Gurgel/Secom

“Nos conhecemos no forró do Barracão [Teatro Barracão Matias, no Bairro Sobral, em Rio Branco], mas sempre dançamos aqui no Casarão”, contou com sorriso no rosto.

Forró no Casarão

O espaço cultural e histórico O Casarão, no centro da capital acreana, foi palco de diversas festividades na década de 90. Com a revitalização entregue em 2022, além de atividades literárias e apresentações musicais, o forró do Senadinho passou a encantar o público local.

O Casarão, no centro de Rio Branco. Foto: Eduardo Rocha/SEET

“Os idosos esquecem o que têm lá fora e amam a magia que tem aqui, com os parceiros de dança e a interação um com o outro”, explicou a coordenadora do espaço em exercício, Karol Belmont.

Forró do Senadinho

O forró do Senadinho começou as atividades na pracinha em frente ao prédio da atual Secretaria de Estado de Administração (Sead), no final dos anos 2000, e se consolidou em 2001, com grande adesão do público. Desde então, os idosos fecham a semana com dança às sextas-feiras, ao som do Grupo Hélio Melo.

Grupo Hélio Melo comanda o som do forró do Senadinho. Foto: Diego Gurgel/Secom

No repertório, os músicos Tião Andrade, Mateus Silva, Toin de Rondônia e Cristina Pereira apresentam serestas clássicas da composição brasileira.

Toin de Rondônia faz o som do acordeon no Grupo Hélio Melo. Foto: Diego Gurgel/Secom

Coordenador do forró do Senadinho há 23 anos, Wilson Araújo lembra a importância de dar atenção e qualidade de vida às pessoas na melhor idade, com dignidade e bem-estar.

Idosos se unem para se entreter e se divertir. Foto: Diego Gurgel/Secom

“Muitos deles reclamam das situações financeiras e familiares, depressão e tristeza, e eles vêm para cá para ter momentos de descontração. Eu peço que as pessoas cuidem dos idosos porque eles merecem ter esse cuidado”, enfatizou o coordenador.

Compartilhe:

spot_img

Notícias relacionadas :

spot_img
spot_img

NÃO DEIXE DE LER

VEJA O QUE ACONTECE NO BRASIL E NO MUNDO