sábado, 20 julho 2024

Veja como conferir o tempo de contribuição no INSS

O tempo de contribuição é um dos fatores fundamentais para a aposentadoria dos trabalhadores brasileiros. Saiba como verificar o tempo de contribuição no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) é crucial para planejar sua aposentadoria e garantir que todos os períodos de trabalho sejam devidamente registrados.

Para que sirva o tempo de contribuição no INSS?

O tempo de contribuição refere-se ao período em que o trabalhador contribuiu para o INSS, seja por meio de empregos formais, como independente ou facultativo.

Este tempo é utilizado para determinar a elegibilidade do trabalhador para benefícios previdenciários, incluindo aposentadoria por tempo de contribuição, aposentadoria por idade, auxílio-doença, pensão por morte, entre outros.

Para a aposentadoria, existem diferentes regras e modalidades, que podem variar conforme a reforma da previdência ou leis específicas.

De maneira geral, quanto maior o tempo de contribuição, mais próximo o trabalhador está de alcançar o direito à aposentadoria.

Além disso, o valor do benefício também pode ser influenciado pelo tempo e pelo valor das contribuições feitas ao longo dos anos.

Passo a passo para consultar o tempo de contribuição no INSS

  1. Acesse o site ou aplicativo Meu INSS: Uma plataforma Meu INSS está disponível tanto pelo site (meu.inss.gov.br) quanto pelo aplicativo para smartphones (disponível para Android e iOS). Caso ainda não tenha um cadastro, será necessário criar uma conta no portal Gov.br, que centraliza os serviços digitais do governo federal.
  2. Faça login na plataforma: Utilize seu CPF e uma senha cadastrada no Gov.br para acessar o Meu INSS. Se para o primeiro acesso, será preciso realizar um cadastro, respondendo algumas perguntas para confirmar sua identidade.
  3. Encontre a opção “Extrato de Contribuição (CNIS)”: Após o login, no menu principal do Meu INSS, localize a opção “Extrato de Contribuição (CNIS)”. Este extrato é o Cadastro Nacional de Informações Sociais, onde estão registradas todas as suas contribuições ao INSS.
  4. Visualize e verifique suas contribuições: No extrato do CNIS, você encontrará todas as suas contribuições feitas, incluindo períodos de trabalho, funcionários e valores coletados. Verifique se todas as informações estão corretas. Caso identifique alguma inconsistência ou ausência de registro, é importante procurar um posto do INSS para regularizar a situação.
  5. Solicite um agendamento, se necessário: Se houver discrepâncias ou dúvidas sobre suas contribuições, você pode agendar um atendimento presencial ou virtual pelo próprio portal Meu INSS, na opção “Agendamentos/Solicitações”. Escolha o serviço “Acerto de vínculos e remunerações” para corrigir os dados.
  6. Utilize uma calculadora de tempo de contribuição: No Meu INSS, também está disponível uma ferramenta que ajuda a calcular o tempo total de contribuição, considerando todas as informações apresentadas no CNIS. Essa calculadora pode fornecer uma estimativa de quanto tempo falta para você se aposentar, conforme as regras vigentes.
spot_img

Notícias relacionadas :

spot_img

NÃO DEIXE DE LER

VEJA O QUE ACONTECE NO BRASIL E NO MUNDO