quinta-feira, 29 fevereiro 2024 - 4:34
spot_img

Essa campanha está diferente

  Por Marcus Bastos

SAIU
Até que enfim saiu o material do Bolsonaro pedindo votos pra Márcia Bittar. Agora ela não pode reclamar que foi abandonada, etc e tals. Com todo material, apoios partidários e recursos disponíveis a professora não pode se queixar que não teve condições.

PARA ENTENDER
E se com o apoio explícito do Bolsonaro o povo não quiser votar, só resta respeitar a vontade do povo. Afinal o voto é secreto e soberano. Há coisas na política que não dá para entender se não for o ego elevado. Mas como vivemos num país democrático, as escolhas e os caminhos são livres. O resto, vai entender!

CRESCENDO
A campanha de Adriano, Presidente licenciado da Fieac, à Câmara Federal pegou vento. Adriano já surge como favorito no roll de três nomes na chapa do Progressistas pela única vaga. Tá assustando Gehlen e Socorro Neri.

SE DESTACA
É o que mais aparece nas ruas em perfurados de veículos. É notório que o sistema S, as Federações e o conglomerado de empresas do setor produtivo do Acre se unificaram em prol da candidatura do mesmo.

GIGANTE
Jéssica Sales faz uma campanha como se fosse ao Senado ou para o governo. Por onde passa é contagiante. Caminha para ser a mais votada para a Câmara Federal.
Recentemente Jéssica conseguiu superar um câncer. É uma guerreira.

NAO DESANIMA
As pesquisas colocam Petecão pra baixo. Mas parece que quanto mais aparece embaixo mais ele se anima. Parece coisa de louco. Nos últimos eventos parecia o puxador de um trio elétrico. Ele consegue colocar muita energia na sua campanha e arrebata multidões por onde passa.

ESQUISITA
É como está a campanha eleitoral em geral. Mudou muito a característica de como era antigamente. Mal começou e já vai acabar daqui a duas semanas. Já estamos na reta final.

RETA FINAL
Estamos nos últimos 15 dias de campanha. Quem trabalhou, trabalhou… quem visitou, visitou… agora não tem mais choro nem vela. Já dá para enxergar a maioria dos que serão eleitos para a Aleac e Câmara Federal.

ACIRRADOS
Já para o Senado e Governo há um acirramento para saber quem fica com a única vaga de Senado e quem vai para o segundo turno. Um emboléu de candidatos em carreatas, caminhadas e bandeiraços. E o trânsito muito carregado esses dias.

NEY CRESCEU
Para o Senado, é perceptível que a candidatura de Ney Amorim deu uma forte alavancada e polarizou a disputa com Alan Rick e Dr. Jenilson. Muito perceptível também que o crescimento de Gladson em Rio Branco se deu em função do crescimento de Ney Amorim.

VAGA GARANTIDA
Para o Governo, até aqui quem está se garantindo para o segundo turno é Gladson. Tem a máquina à seu favor e a maior aliança de partidos e candidatos lhe apoiando. Quanto mais cabra mais cabrito. Quer matar a paca no primeiro turno. Não digo que seja impossível. Mas os demais concorrentes não estão mortos.

CONTURBADO
Gladson sabe da dificuldade que será no segundo turno. Todos unidos contra ele. Será outra eleição. Outra leitura. Ao que se comenta em todas as rodas, será um segundo turno conturbado, principalmente, se a disputa for com Petecão.

IMPREVISÍVEL
Somente lembrando aos leitores que a campanha se define daqui até o dia 02 de outubro. Na última eleição, 15 dias antes, Bocalom não figurava entre os favoritos. Foi para o segundo turno nos últimos 15 dias, e quase ganha já no primeiro turno.
Muita coisa por acontecer ainda.

UNIAO BRASIL
Tem uma chapa de federal que até aqui caminha para eleger 2 federais. Meire Serafim, Rueda, Veloso e Cel. Ulisses estão na disputa.

REPUBLICANOS
Chapa redonda que também deverá eleger 2 federais. Estão no páreo, Antônia Lúcia, Israel Milani, Keliane Cordeiro e Roberto Duarte.

SOBRAS
União Brasil (2), Republicanos (2), MDB (1), Progressistas (1), restam duas vagas para a Câmara Federal, as quais estão na disputa: PSDB, Podemos, a Frente PT/PC do B/PV, PDT e a possibilidade dos que vão eleger um ou dois eleger mais um na sobra.

A MÃO QUE AFAGA
Se o governo interferir no apoio a quem lhe convém, irá tirar o mandato e a eleição de quem julga ser fogo amigo ou considera ser um aliado caro, e irá fortalecer adversários internos. Esse fato já está acontecendo em vários partidos aliados do governo. Não direi nomes, mas direi as chapas. PODEMOS, PDT, PROGRESSISTAS. Precisa dizer os nomes que o governo não quer que sejam eleitos?

Compartilhe:

spot_img

Notícias relacionadas :

spot_img
spot_img

NÃO DEIXE DE LER

spot_img

VEJA O QUE ACONTECE NO BRASIL E NO MUNDO